O CANDIDATO DO COLAPSO

O CANDIDATO DO COLAPSO

MARCOS NOBRE – Poder de Bolsonaro nasceu da devastação social e dela depender. A eleição foi, em primeiro lugar, sobre a prisão de Lula. Depois, sobre a facada em Bolsonaro. Agora é sobre a exploração da soma de todos os medos de quem vive em um país em frangalhos. O futuro não deu as caras. Até agora, … Continue lendo »
O Golpe no Brasil e a reorganização imperialista em tempo de globalização

O Golpe no Brasil e a reorganização imperialista em tempo de globalização

Barnabé Medeiros Filho – O modelo de golpe aplicado no Brasil, complexo e sofisticadamente maleável, talvez já tenha sido transformado em manual para ser levado a outros países, tal como as fórmulas desenvolvidas para as revoluções coloridas e para os golpes em Honduras e Paraguai foram aqui utilizados. A grande pergunta é até onde o capitalismo … Continue lendo »
Bolsonaro e o obscurantismo global

Bolsonaro e o obscurantismo global

Rafael R. Ioris – A Casa de Rio Branco já foi um centro agregador de erudição e humanismo. Desde Joaquim Nabuco a Guimarães Rosa e outros, pensadores corajosos e criativos encontraram na instituição acolhida intelectual e intercâmbio de ideias. Mesmo pensadores nem sempre alinhados com o chamado mainstream da diplomacia realista, poetas como Vinícius de Moraes e … Continue lendo »
De onde vieram e para onde irão os deputados federais eleitos pelo PSL?

De onde vieram e para onde irão os deputados federais eleitos pelo PSL?

VICTOR PICCHI GANDIN – Passada a eleição e a meio caminho da posse dos deputados federais eleitos em 2018 (marcada para 1º de fevereiro de 2019), duas coisas chamam a atenção: a expressiva votação dos deputados do Partido Social Liberal (PSL), que se tornou a segunda maior bancada da Câmara, e a falta de coesão de parte … Continue lendo »
Novo governo não é retrocesso; é renovação ampliada da dependência brasileira

Novo governo não é retrocesso; é renovação ampliada da dependência brasileira

Maria Orlanda Pinassi – Por tudo que está acon­te­cendo e tudo o que ainda está por vir, é muito im­por­tante parar para re­fletir sobre o sen­tido da tra­gédia que de­sabou sobre nós neste úl­timo dia 28 de ou­tubro. De que serve dizer a ver­dade sobre o fas­cismo que se con­dena se nada se diz contra … Continue lendo »
Algumas medidas de Bolsonaro para a segurança são medievais, diz procurador

Algumas medidas de Bolsonaro para a segurança são medievais, diz procurador

Teo Cury – Procurador federal dos Direitos do Cidadão, Domingos Sávio Dresch da Silveira, 56, avalia que adotar o encarceramento indiscriminado como política de segurança pública “nunca foi e não é a solução”, além de ser “muito caro”. Ocupando o segundo posto na hierarquia da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, órgão ligado à Procuradoria-Geral … Continue lendo »
O governo Bolsonaro, o neofascismo e a resistência democrática

O governo Bolsonaro, o neofascismo e a resistência democrática

Luiz Filgueiras e Graça Druck – O golpe parlamentar-midiático-judiciário de 2016, levado a cabo com o impeachment da presidenta, embora tendo uma confluência de vários interesses, deu voz, sobretudo, a uma nova direita no Brasil, em especial parindo o movimento neofascista que ora nos defrontamos Mesmo antes do término das eleições estava claro que, independentemente de … Continue lendo »
Planos de Bolsonaro elevam risco de expansão de milícias e grupos de extermínio

Planos de Bolsonaro elevam risco de expansão de milícias e grupos de extermínio

FELIPE BETIM – Presidente eleito e filhos têm discursos ambíguos sobre tema. Estudiosos avaliam que estímulo à violência de PMs e ao armamento da população tem potencial para provocar descontrole nas corporações policiais. Violência no Rio de Janeiro é quase sempre sinônimo de traficantes de drogas armados com fuzis, mas são as milícias que, mais do que medo, impõem … Continue lendo »
O ministério de Bolsonaro é um show de horrores

O ministério de Bolsonaro é um show de horrores

Guilherme Boulos — O candidato que prometia “mudar tudo o que está aí” cede às barganhas fisiológicas dos partidos e entrega nacos do Estado a interesses corporativos. Depois de quatro anos fazendo campanha e vendendo a ideia de que mudaria “tudo que está aí”, Bolsonaro foi eleito e já indicou metade dos seus ministros. Sempre que perguntado se … Continue lendo »
Três cenários para Bolsonaro

Três cenários para Bolsonaro

ROGÉRIO BASTOS ARANTES – Bolsonaro pode aderir ao presidencialismo de coalizão, adotar um autoritarismo legal ou fazer um governo errante. Bolsonaro pode ser uma incógnita, mas o contexto institucional e político no qual assumirá a presidência é bastante conhecido, o que nos permite vislumbrar três cenários possíveis para o desenrolar de seu governo. Antes de apresentá-los … Continue lendo »