Narcisa Amália: a poeta, jornalista e abolicionista que você não conhece

Narcisa Amália: a poeta, jornalista e abolicionista que você não conhece

Juliana Domingos de Lima – Estar “à frente de seu tempo” é um clichê frequentemente aplicado a artistas. Ele é ainda mais frequente para descrever artistas mulheres que atuaram antes ou no início do século 20. Isso porque, como escreveu a historiadora da arte Linda Nochlin em 1971, no clássico ensaio “Por que não houve grandes … Continue lendo »
A teimosia do cérebro

A teimosia do cérebro

Gláucia Leal – A maioria das pessoas não percebe é que um aspecto que nos faz nos apegarmos a certos pontos de vista (em detrimento de outros, mais eficientes) está diretamente relacionado com nosso próprio funcionamento cerebral. Todo mundo quer acertar. Não importa a área da vida – ansiamos por ter ideias inteligentes, fazer a melhor … Continue lendo »
Por que fósseis achados no Marrocos mudam tudo o que sabemos sobre a origem da humanidade

Por que fósseis achados no Marrocos mudam tudo o que sabemos sobre a origem da humanidade

Pallab Ghosh – Reconstrução do primeiro crânio de Homo sapiens, feito com base em ressonâncias de múltiplos fósseis originais A teoria de que o homem moderno evoluiu em um único “berço de humanidade” há 200 mil anos no leste da África perdeu sustentação científica, graças a novas pesquisas recém-divulgadas. Fósseis dos cinco mais antigos humanos … Continue lendo »
Complexo Fabril

Complexo Fabril

Gabriel Brito – O tra­balho duro na in­dús­tria têxtil, os pés­simos sa­lá­rios, a in­sa­lu­bri­dade, a exaustão, a de­si­lusão, o as­sédio moral, as leis, a jus­tiça e a po­lícia a ser­viço do pa­trão. Num pri­meiro mo­mento, o leitor deve pensar nos bo­li­vi­anos es­cra­vi­zados pelas em­presas ter­cei­ri­zadas que for­necem roupas para as Ma­risas e Zaras. Mas é a … Continue lendo »
Agnes Heller: “A maldade mata, mas a razão leva a coisas mais terríveis”

Agnes Heller: “A maldade mata, mas a razão leva a coisas mais terríveis”

GUILLERMO ALTARES – A pensadora Agnes Heller diz que a Europa é hoje melhor, mas diz que o nacionalismo ainda impera Agnes Heller (Budapeste, 1929) resume a história da Europa, ou melhor, a tragédia da Europa. Esta filósofa, uma das pensadoras mais influentes da segunda metade do século XX, sobreviveu ao Holocausto, embora seu pai tenha … Continue lendo »
O perigoso narcisismo de João Dória

O perigoso narcisismo de João Dória

Fran Alavina – Tudo é simulacro nas postagens obsessivas do suposto “trabalhador”. Mas desvincular imagem de realidade pode ser eficaz, em tempos de política do espetáculo. Os leitores de OutrasPalavras lembram-se de que acompanhamos criticamente o “fenômeno” Doria desde a campanha para o último pleito municipal. Em sua primeira fase, nosso ovacionado prefeito notabilizou-se por unir … Continue lendo »