Por que a garotada precisa brincar ao ar livre, segundo a neurociência

Por que a garotada precisa brincar ao ar livre, segundo a neurociência

MARIO FERNÁNDEZ SÁNCHEZ – Tempo dedicado às brincadeiras em ambientes naturais diminuiu nas últimas décadas, enquanto aumentou o número de crianças com ansiedade e depressão. Por mais paradoxal que pareça, muitos detentos passam mais tempo ao ar livre do que algumas crianças das nossas cidades. O tempo ao ar livre em contato com a natureza, especificamente, vem diminuindo enormemente, … Continue lendo »
O grande desafio da saúde pública no Brasil é o enfrentamento da violência

O grande desafio da saúde pública no Brasil é o enfrentamento da violência

Patricia Fachin – Se na década de 1980 o principal desafio na área da saúde pública era reduzir os índices de mortalidade infantil, “hoje o grande desafio é reduzir a mortalidade entre jovens e adolescentes que estão sendo assassinados” no campo e na cidade, diz o especialista em Saúde Ambiental Fernando Carneiro à IHU On-Line. Segundo ele, embora historicamente a violência tenha sido mais … Continue lendo »
Quase metade dos presidentes dos EUA tinha doença mental

Quase metade dos presidentes dos EUA tinha doença mental

PATRÍCIA CAMPOS MELLO – Abraham Lincoln tinha depressão grave e surtos psicóticos. Lyndon Johnson era bipolar. Richard Nixon sofria de alcoolismo. Mas nem por isso eles eram incapacitados para ser presidentes dos EUA, diz Marvin Swartz, professor do Departamento de Psiquiatria da Universidade Duke. “Quase metade dos presidentes americanos tinha algum tipo de doença mental, mas … Continue lendo »
Indústria de alimentos ultraprocessados jamais colocará interesses de saúde pública na frente do seu lucro

Indústria de alimentos ultraprocessados jamais colocará interesses de saúde pública na frente do seu lucro

Patricia Fachin – Pesquisas realizadas desde os anos 1980 demonstram que vem crescendo de maneira expressiva e contínua a presença de alimentos ultraprocessados na alimentação dos brasileiros. Eles já representam mais de 20% das calorias ingeridas. “Ou seja, estamos trocando nossas refeições tradicionais, nosso arroz e feijão, pelas refeições prontas”, critica a doutora em Nutrição e … Continue lendo »
Atlas do envenenamento alimentar no Brasil

Atlas do envenenamento alimentar no Brasil

LUIZ MARQUES – No âmbito da expansão global do capitalismo comercial e industrial desde o século XVI, três aspectos indissociáveis conferem ao Brasil posições de indisputada proeminência. (1) Somos o país que, durante quase quatro séculos, mais indivíduos escravizou em toda a história da escravidão humana. (2) A destruição e degradação conjuntas das coberturas vegetais do país constituem, em … Continue lendo »