Steve Bannon e as eleições fake

Steve Bannon e as eleições fake

Artur Sinaque Bez – A extrema-direita utiliza do que há de mais sofisticado em termos de tecnologia de informação e conduz as parcelas menos engajadas do eleitorado a revoltarem-se com boatos que modificam os resultados de uma eleição “democrática”. Um novo termo começou a ser difundido desde a última eleição presidencial norte-americana: fake news. Até algumas … Continue lendo »
As mentiras do Financial Times

As mentiras do Financial Times

James Petras – É cada vez mais claro o papel e a participação dos grandes media nas ofensivas do imperialismo. Associam à anterior função de veículos e sistematizadores no plano ideológico um novo papel de propaganda e de distorção informativa. O caso do Financial Times é mais complexo: trata-se também de ocultar as desastrosas consequências … Continue lendo »
Novo estudo desmistifica o conceito da meritocracia na sociedade

Novo estudo desmistifica o conceito da meritocracia na sociedade

REDAÇÃO GALILEU – Crianças pobres (e com talento) têm mais dificuldades de entrar em uma faculdade que alguém menos capacitado (mas que nasceu em uma família rica). A ciência acaba de confirmar o que boa parte de nós já desconfiava: a meritocracia não se aplica na realidade. Não importa quão inteligente você seja, o quão privilegiado pelos … Continue lendo »
Cidades: da especulação à Reforma Urbana

Cidades: da especulação à Reforma Urbana

Raquel Rolnik – No final dos anos de 1970, quando arquitetos e urbanistas da minha geração começaram a se envolver com o tema das políticas urbanas, a situação das cidades brasileiras era de precariedade e pobreza, sobretudo em suas extensas periferias em formação. Desprovidas de água, luz, esgoto, pavimentação e calçadas, não eram poucas as casas com … Continue lendo »
“Brasil não se enxerga como nação e o principal inimigo passou a ser o vizinho”

“Brasil não se enxerga como nação e o principal inimigo passou a ser o vizinho”

Manoela Frade – “Principal inimigo do brasileiro passou a ser o pensar diferente”. Para o economista e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Pedro Fonseca, “o Brasil não se enxerga como nação e o principal inimigo do brasileiro passou a ser o pensar diferente”. Essa radicalização, disse, o faz lembrar “a Espanha … Continue lendo »
A direita pop e a memificação da política

A direita pop e a memificação da política

Patricia Fachin – O desabafo, o mal-estar e o descontentamento com a política são alguns dos fatores que explicam a popularidade do candidato à presidência Jair Bolsonaro, diz a pesquisadora Esther Solano, que tem entrevistado os eleitores do candidato desde 2017. Esses sentimentos caracterizam o que ela denomina de uma “rebeldia conservadora”. “Digo que é … Continue lendo »
O próximo imperialismo

O próximo imperialismo

Raúl Zibechi – Antes do final deste século a China será o novo poder hegemônico, superando os Estados Unidos como líder do mundo, e a única dúvida é se haverá guerra nuclear durante o processo. Parece curioso que boa parte da esquerda do mundo observe com simpatia ou neutralidade esta ascensão que tende a transformar … Continue lendo »
COMO COCA-COLA, BUNGE E 110 EMPRESAS GANHAM COM O PIOR DA BANCADA RURALISTA

COMO COCA-COLA, BUNGE E 110 EMPRESAS GANHAM COM O PIOR DA BANCADA RURALISTA

Bruna de Lara – A CADEIRA OCUPADA pelo deputado federal Nelson Marquezelli no Congresso parece servir a um único objetivo: beneficiar seus negócios privados. Às vezes, o esforço é escrachado. Produtor de laranjas, o parlamentar do PTB paulista já tentou tornar o suco da fruta “bebida oficial” do governo federal e item obrigatório nas merendas. Fracassou. Mas, junto à … Continue lendo »