O apito da panela de pressão

O apito da panela de pressão

Paulo Kliass – Frente ao atual quadro, é compreensível a indagação de quem não entende a passividade da maioria. Até quando aguardar para que ouçamos o apito da panela? O primeiro semestre deste ano marca o quadragésimo aniversário de uma importante etapa do movimento de luta contra a ditadura militar, que havia se instalado em … Continue lendo »
Meirelles, o presidente invisível

Meirelles, o presidente invisível

Samuel Pinheiro Guimarães – Enquanto país se distrai com o futuro de Temer e a “agenda da corrupção”, um homem comanda, em nome da aristocracia financeira e da mídia, as contrarreformas que realmente importam ao Mercadoo 1. Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, ex-presidente do Bank of Boston e durante vários anos presidente do Conselho da J … Continue lendo »
Portugal, a nova vitrine do socialismo europeu

Portugal, a nova vitrine do socialismo europeu

Luiz Eça – Por­tugal en­trou em 2011 numa si­tu­ação pré-fa­li­mentar. Os efeitos da grande crise econô­mica de 2008-2009, so­mados aos gastos ex­ces­sivos de go­vernos so­ci­a­listas, tor­naram a dí­vida pú­blica gi­gan­tesca. Ficou cada vez mais di­fícil para o go­verno José Só­crates fi­nan­ciar suas des­pesas, pois os juros cres­ciam de forma in­sus­ten­tável. Che­garam a quase 17%, em … Continue lendo »
‘Muitos ricos se comportam como o crime organizado’, diz jornalista que investigou quadrilhas no mundo todo

‘Muitos ricos se comportam como o crime organizado’, diz jornalista que investigou quadrilhas no mundo todo

Juan Carlos Pérez Salazar – Dos Balcãs ao Brasil, o jornalista britânico Misha Glenny, ex-correspondente de guerra da BBC, observa de perto há 25 anos as emaranhadas redes do crime organizado e como elas espalham tentáculos pelo mundo. Ele testemunhou como a guerra civil que dividiu a Iugoslávia também serviu para criar nos Balcãs “uma máquina … Continue lendo »
RECLAMAR MENOS, ATUAR MAIS

RECLAMAR MENOS, ATUAR MAIS

Frei Betto – Quando me perguntam sobre o Brasil, respondo que não vejo luz no fim do túnel porque nem mesmo enxergo o túnel… Não lembro de ter vivido conjuntura tão incerta. Na ditadura os atores, de um lado e outro, eram definidos. Agora não. Há um assombroso retrocesso no país, e é praticamente insignificante a … Continue lendo »
Reforma tributária: afinal, quem paga a conta?

Reforma tributária: afinal, quem paga a conta?

Paulo Gil Introíni – A continuidade do processo político-econômico de redução das desigualdades e injustiças sociais depende da reforma tributária. O caráter regressivo do sistema tributário brasileiro dificulta o fortalecimento do mercado interno de consumo popular e desestimula o investimento, a variável por excelência para um crescimento autônomo e sustentável “…o grau em que um … Continue lendo »
Condutas discriminatórias precisam de diagnóstico compatível com o crime, defende psiquiatra

Condutas discriminatórias precisam de diagnóstico compatível com o crime, defende psiquiatra

Marco Weissheimer – No dia 8 de setembro, o Comitê Contra a Intolerância e a Discriminação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), promoveu um debate sobre os efeitos da discriminação na área da saúde. Participaram do debate Raquel Silveira, do Instituto de Psicologia da UFRGS, e Telmo Kiguel, médico psiquiatra e coordenador do … Continue lendo »
Ocidente não sabe nem do cheiro do que a Eurásia está cozinhando

Ocidente não sabe nem do cheiro do que a Eurásia está cozinhando

Pepe Escobar – Uma mudança geopolítica tectônica aconteceu em Astana, Cazaquistão, há poucos dias. Pois ainda não se viu nem qualquer mínima repercussão nos círculos atlanticistas. Na reunião anual da cúpula da Organização de Cooperação de Xangai (OCX), fundada em 2001, os dois países, Índia e Paquistão foram admitidos como membros plenos, como Rússia, China e … Continue lendo »
Por onde andam os manifestantes vestidos de verde e amarelo?

Por onde andam os manifestantes vestidos de verde e amarelo?

Rafael Tatemoto – Para pesquisadora, movimentos de direita usaram discurso anticorrupção como pretexto político para agenda neoliberal Em meio a escândalos de corrupção que envolvem diretamente o presidente Michel Temer (PMDB), uma pergunta ronda a cabeça de muitas pessoas: por que as manifestações de rua contra a corrupção cessaram? Algumas respostas já apareceram. Em declarações ao jornal Valor … Continue lendo »