A remota possibilidade de você estar errado

A remota possibilidade de você estar errado

Henrique Szklo – Como o título atesta, neste artigo falarei da pequena, mínima e inexpressiva nanopossibilidade de que você possa eventualmente estar ligeiramente equivocado sobre qualquer assunto, mas, principalmente sobre seu negócio. E, acredite, vou entender perfeitamente o seu desconforto, pois, como você, também erro muito pouco, quase nada. E me obrigo a tocar neste … Continue lendo »
Uma proposta para os tempos que vivemos no Brasil

Uma proposta para os tempos que vivemos no Brasil

Chico Whitaker – Fica cada vez mais evi­dente a ne­ces­si­dade de se criar uma Frente Po­lí­tica, ampla e di­versa, para en­frentar o poder dos que não querem um Brasil igua­li­tário. A prisão de Lula nos con­venceu de que chegou a hora da uni­dade. Só com nossa união – com Lula livre no lugar que nela lhe … Continue lendo »
Brasil, o eldorado dos rentistas

Brasil, o eldorado dos rentistas

CLARA CATINOIS – A taxa média de empréstimos a pessoas físicas é de aproximadamente 57,7% ao ano. Uma situação que contribui para manter desigualdades devastadoras. Doroti Rodrigues tem 71 anos e tem sessenta anos de trabalho, muitas vezes informal. Sem dominar a burocracia brasileira, o trabalhador doméstico, que ganha 1.200 reais (cerca de 280 euros) por … Continue lendo »
O fim do centro

O fim do centro

Gilberto Maringoni – O ataque bestial dos EUA, França e Grã-Bretanha à Síria tem outra consequência séria, além do impiedoso massacre de civis. É a de desmontar a lenda urbana de que haveria a emergência de um novo centro político. O ataque bestial dos EUA, França e Grã-Bretanha à Síria tem outra consequência séria, além … Continue lendo »
Estaremos diante de novas ditaduras na América Latina?

Estaremos diante de novas ditaduras na América Latina?

Jorge Beinstein – A ra­di­ca­li­zação re­a­ci­o­nária dos go­vernos de países como Pa­ra­guai, Ar­gen­tina, Brasil, Mé­xico ou Hon­duras co­meça a gerar po­lê­mica na Amé­rica La­tina quanto à sua ca­rac­te­ri­zação. Ne­nhum desses re­gimes re­sultou de golpes de Es­tado mi­li­tares. Nos casos do Brasil, Hon­duras ou Pa­ra­guai, a des­ti­tuição dos pre­si­dentes foi re­a­li­zada (me­di­ante pa­ródia cons­ti­tu­ci­onal) pelo poder … Continue lendo »
A pobreza alimenta a pornografia infantil

A pobreza alimenta a pornografia infantil

El Telégrafo – Os estudos elaborados pela ONU mostram que o problema se propaga em escala global, com redes internacionais dedicadas à exploração infantil. Os países do chamado ‘terceiro mundo’ são os preferidos daqueles que trabalham no recrutamento de vítimas. No Equador, a legislação que combate especificamente o crime de pornografia infantil é recente – … Continue lendo »
BANCO DA INGLATERRA ADMITE QUE POLÍTICAS DE AUSTERIDADE NÃO FUNCIONAM

BANCO DA INGLATERRA ADMITE QUE POLÍTICAS DE AUSTERIDADE NÃO FUNCIONAM

Ricardo J. Camera – A dose de honestidade do Banco da Inglaterra joga pela janela a base teórica para a austeridade. De volta aos anos 1930, Henry Ford supostamente observou que era uma boa ideia o fato de que a maioria dos americanos não soubessem realmente como os bancos funcionam, porque se eles soubessem, “haveria uma revolução antes … Continue lendo »
A dívida odiosa

A dívida odiosa

Pierre Pénet – O pagamento das dívidas públicas pelos estados superendividados é realmente uma prioridade política? Éric Toussaint, economista e ativista, explica que algumas dívidas são odiosas e por isso propõe reformar a arquitetura financeira internacional. A dívida pública é o cerne de muitas crises que marcaram a história financeira desde o início do século … Continue lendo »
Meritocracia é discurso para manter a desigualdade social e racial, revela historiador

Meritocracia é discurso para manter a desigualdade social e racial, revela historiador

Carta Campinas – O historiador e professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, Sidney Chalhoub, que também é docente do Departamento de História da Universidade de Harvard (EUA), nocauteou o discurso meritocrático, além de mostrar o que ele realmente pretende: manter e reproduzir a desigualdade social e racial. Chalhoub também lembrou … Continue lendo »