O sujeito moderno e o mal-ser na sociedade do desamparo

O sujeito moderno e o mal-ser na sociedade do desamparo

Flávia Andrade Almeida – O capitalismo se radicalizou de tal modo que não se utiliza mais somente as potências do corpo, mas implica-se a subjetividade em ideais competitivos. A construção da subjetividade humana é atravessada pelos valores éticos, morais, culturais e pela racionalidade política de cada época. E para diversos pensadores, como Michel Foucault, o … Continue lendo »