Volta da tributação sobre lucros e dividendos renderia R$ 60 bilhões

Volta da tributação sobre lucros e dividendos renderia R$ 60 bilhões

Alexa Salomão – Cobrança foi extinta em 1995, no governo FHC, quando foi considerada que se tratava de bitributação A cobrança sobre lucros e dividendos de pessoas físicas foi extinta no Brasil em 1995, no governo Fernando Henrique Cardoso. O argumento: tratava-se de bitributação, pois as empresas já haviam pago o imposto sobre os mesmos … Continue lendo »
Imposto efetivo pago por super-rico é menor que o de rico, diz Receita

Imposto efetivo pago por super-rico é menor que o de rico, diz Receita

MARIANA CARNEIRO – Os muito ricos, os que estão na ponta da pirâmide social brasileira, pagam proporcionalmente menos Imposto de Renda do que os ricos. Super-ricos são aqueles que tiveram, em 2015, renda média mensal tributável de R$ 135 mil, segundo dados apresentados pelo secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Eles representam apenas 0,1% daqueles que … Continue lendo »
Por que as grandes empresas zombam da crise

Por que as grandes empresas zombam da crise

Rute Pina – Christian Vasconcelos da Cunha posa em heliporto, em SP. Executivo da JHSF, ele administra shoppings e imóveis de luxo. Aumento dos lucros corporativos, em meio ao empobrecimento do país, tornou ainda mais fundo o fosso de desigualdade O lucro líquido de 294 empresas brasileiras de capital aberto atingiu R$ 103,3 bilhões em 2016. … Continue lendo »
Sonegação fiscal, o esporte predileto das elites

Sonegação fiscal, o esporte predileto das elites

Tomás Rigoletto Pernías — No debate sobre a austeridade, o combate à sonegação – que, no Brasil, passa de R$ 400 bilhões ao ano – é alternativa pouco lembrada. Em tempos de crescente desigualdade social, desemprego, rebaixamento dos salários, corte nos benefícios sociais e precarização dos serviços públicos, é imperioso frisar que há uma alternativa … Continue lendo »