O ativista que criou uma identidade falsa para se infiltrar em grupos racistas nos EUA e Europa

O ativista que criou uma identidade falsa para se infiltrar em grupos racistas nos EUA e Europa

BBC Brasil – Patrik Hermansson chegou cedo ao Emancipation Park de Charlottesville, em Virginia, nos Estados Unidos, naquele 12 de agosto de 2017. Ali, ele se juntou a um grupo de ativistas de extrema direita chamado Alt-right, que protestavam contra a retirada da estátua de Robert E. Lee, um líder dos confederados durante a guerra … Continue lendo »
‘É impressionante que um país de escravidão tão longa tenha a autoconcepção de que não é violento’

‘É impressionante que um país de escravidão tão longa tenha a autoconcepção de que não é violento’

Fernanda Canofre – Professora da USP e de Princeton, a antropóloga Lilia Moritz Schwarcz focou seu trabalho na questão racial no Brasil. Nos anos 1980, quando a antropóloga e historiadora Lilia Moritz Schwarcz começou a pesquisar questões raciais no Brasil, teve que começar por convencer os colegas de que tinha um problema de pesquisa. “Na época, … Continue lendo »
Como é ser negro no Brasil

Como é ser negro no Brasil

Milton Santos – O professor Florestan Fernandes e o professor Otavio Ianni, escreveram ambos que os Brasileiros, de um modo geral, não têm vergonha de ser racista, mas têm vergonha de se dizer que são racistas. Eu tive a sorte de ser negro em pelo menos quatro continentes e em cada um desses é diferente ser … Continue lendo »
Na era do empobrecimento da linguagem, quem ousa ser diferente deve ser eliminado

Na era do empobrecimento da linguagem, quem ousa ser diferente deve ser eliminado

Rubens Casara – Os discursos de ódio, a dificuldade de interpretar um texto, o desaparecimento das metáforas, a incompreensão das ironias, a divulgação de notícias falsas (ou manipuladas) e o desrespeito à Constituição são fenômenos que podem ser explicados a partir de uma única causa: o empobrecimento subjetivo. Empobrecimento que se dá na linguagem. Alguns … Continue lendo »
O problema do Brasil é o ódio ao pobre

O problema do Brasil é o ódio ao pobre

Jessé Souza – As noções de patrimonialismo e populismo são as ideias-guia que permitem à elite arregimentar a classe média. Elas, afinal, são as guardiãs da “distância social” em relação aos pobres, que é a pedra de toque da aliança antipopular construída no Brasil para preservar o privilégio, acesso aos capitais econômico e cultural, de 20% … Continue lendo »
“VER O RACISMO COMO UM ‘PROBLEMA DOS NEGROS’ É UM PRIVILÉGIO DOS BRANCOS”

“VER O RACISMO COMO UM ‘PROBLEMA DOS NEGROS’ É UM PRIVILÉGIO DOS BRANCOS”

Alessandra Goes Alves – O Brasil está longe de ser uma democracia racial, como inúmeros fatos demonstraram ao longo de 2017. A demissão do apresentador William Waack, da TV Globo, depois de dizer que uma buzina insistente era  “coisa de preto”, uma festa em que secundaristas se fantasiaram de faxineiras e entregadores de pizza, a fala … Continue lendo »
O que o mapa racial do Brasil revela sobre a segregação no país

O que o mapa racial do Brasil revela sobre a segregação no país

Daniel Mariani, Murilo Roncolato, Simon Ducroquet e Ariel Tonglet – Pelo menos por um século perdurou no Brasil a ideia de que a democracia brasileira não fazia distinção de cor ou raça e que, por aqui, “todos são iguais”. O mito da democracia racial, hoje, é questionado. E contribui para isso o reconhecimento do problema do … Continue lendo »
Bairro da Liberdade concentrava espaços de tortura e morte contra os negros na escravidão

Bairro da Liberdade concentrava espaços de tortura e morte contra os negros na escravidão

CAROL SCORCE – Pesquisadora explica o que são e onde estão os espaços físicos da memória escravocrata na capital paulista. O que hoje conhecemos pela região da Liberdade, na cidade de São Paulo, já foi o centro institucional por onde passava o negro no período escravocrata. O tradicional bairro é popular pelos restaurantes japoneses, lojas … Continue lendo »
País tem 11,8 milhões de analfabetos; taxa entre negros dobra ante brancos

País tem 11,8 milhões de analfabetos; taxa entre negros dobra ante brancos

LUCAS VETTORAZZO – O país tinha 11,8 milhões de analfabetos no ano passado, divulgou o IBGE nesta quinta-feira (21). O número representa 7,2% da população de 15 anos ou mais. A taxa entre pretos e pardos é de 9,9%, mais de que o dobro da de pessoas brancas (4,2%). Os dados fazem parte do módulo de educação da Pnad … Continue lendo »