Por que o Líbano também diz basta!

Por que o Líbano também diz basta!

Nizar Hassan – Primeiro ministro renunciou ontem, mas gesto não parece capaz de encerrar revolta. População reage contra imposto regressivo, cortes nos serviços públicos e sistema político que aliena os cidadãos, ao dividir poder entre partidos religiosos. O Líbano passou a viver, na última semana, uma revolta sem precedentes – tanto em escala como em … Continue lendo »
Chile tem a terceira maior concentração de renda no 1% mais rico

Chile tem a terceira maior concentração de renda no 1% mais rico

ANDRÉ BARROCAL – Inaugurador do neoliberalismo, país não foi refundado após ditadura Pinochet, segundo sociólogo Boaventura de Souza. O 1% mais rico da população do Chile abocanha 24% da geração anual de riquezas (PIB) do país. É a terceira maior concentração mundial de renda no topo da pirâmide, segundo um relatório anual sobre desigualdades globais … Continue lendo »
A revolta não é um enigma

A revolta não é um enigma

Edson Teles – Seja no Chile dos encapuchados ou dos revoltosos de hoje, ou no Brasil do Quebra-quebra de 1983 ou da revolta de junho de 2013, seja ainda nos momentos em que o “morro desce e não é carnaval”, o que temos se destaca é a sistemática tentativa de desqualificação de uma ação política. … Continue lendo »
Aconteceu em Santiago

Aconteceu em Santiago

Antonio Martins – O que a explosão popular nas ruas do Chile pode dizer sobre as pernas curtas da “nova” direita, a crise do capitalismo e insuficiência de uma esquerda que parece incapaz de renovar seu projeto. E o Chile – quem diria? – pegou fogo por menos de vinte centavos. No início de outubro, o … Continue lendo »
O odor da fúria

O odor da fúria

Jamil Chade – Incêndios em Santiago, Quito, Barcelona ou Paris. Milhares de pessoas tomando as ruas de Londres, Bagdad, o centro de Argel ou as praças de Hong Kong. Visualmente, os manifestantes não se parecem. Uns são brancos de olhos azuis. Outros, indígenas, árabes ou asiáticos. Mas em castelhano, em inglês, em árabe ou em … Continue lendo »
Forças democráticas também crescem ao lado do neofascismo mundo afora

Forças democráticas também crescem ao lado do neofascismo mundo afora

Álvaro Miranda – Crise da democracia não é de natureza moral ou de representação política carcomida. Faz parte das crises do capitalismo. O diagnóstico sobre o avanço do neofascismo pelo mundo vem criando uma nuvem cinzenta e, muitas vezes, pouco esclarecedora da paisagem atual. Ela se manifesta em publicação de livros, trabalhos, protestos e movimentos diversos no … Continue lendo »
Brasil vive um clima de pré-nazismo enquanto a oposição emudece

Brasil vive um clima de pré-nazismo enquanto a oposição emudece

JUAN ARIAS – O silêncio dos que deveriam defender a democracia pode acabar deixando o caminho aberto aos autoritários, que se sentem ainda mais fortes diante de tais silêncios. O Brasil está vivendo, segundo analistas nacionais e internacionais, um clima político de pré-nazismo, enquanto a oposição progressista e democrática brasileira parece muda. Somente nos últimos … Continue lendo »
Quando os cientistas enfrentam o sistema

Quando os cientistas enfrentam o sistema

Jane Shallice – Oposição à guerra, à vigilância, às drogas psiquiátricas, aos agrotóxicos. Defesa de uma Ciência para o Povo. Movimento dos anos 1970 poderia inspirar pesquisadores hoje, quando tecnologia parece transformar-se em pesadelo. As consequências sociais da direção para a qual a ciência move-se hoje são claras. Novas tecnologias usadas para fortalecer a vigilância … Continue lendo »
Harvey: os insurgentes estão chegando

Harvey: os insurgentes estão chegando

Edgar Sapiña – Geógrafo aposta que, nos próximos anos, surgirá uma nova e instigante esquerda a partir de lutas anticapitalistas. Ao atualizar e reorganizar a luta de classes, poderá dar salto ideológico: varrer o neoliberalismo, tanto das ruas quanto das mentes. David Harvey (Gillingham, 1935) é um geógrafo marxista de origem britânica que trabalha como … Continue lendo »