A ideologia racista como mito fundante da sociedade brasileira

A ideologia racista como mito fundante da sociedade brasileira

Juliana Borges – A con­jun­tura atual no país nos faz vo­ca­lizar a todo o mo­mento que es­tamos vi­vendo “um re­tro­cesso”, “um re­torno ao pas­sado”. O go­verno ile­gí­timo de Mi­chel Temer se ins­taura apos­tando na crise de re­pre­sen­tação e par­ti­ci­pação e apro­fun­dando-a. Com isso, avança uma agenda re­gres­siva e de re­formas ne­o­li­be­rais. Nesse bojo, são apre­sen­tadas as … Continue lendo »
Globalização gerou insegurança e, ao invés de derrubar, reforçou fronteiras

Globalização gerou insegurança e, ao invés de derrubar, reforçou fronteiras

PATRÍCIA CAMPOS MELLO – Nunca na história moderna tantos muros foram construídos nas fronteiras, afirma Élisabeth Vallet, autora de livro referência sobre o assunto. Segundo seus estudos, o bloqueio entre países decorre de uma insegurança social gerada pela globalização e visa a conter imigrantes, terroristas e contrabandistas, nessa ordem. Com o fim da Guerra Fria, … Continue lendo »
Avançamos e levamos porrada ao mesmo tempo

Avançamos e levamos porrada ao mesmo tempo

Luís Brasilino – Em entrevista, Klecius Borges, psicólogo especialista em terapia afirmativa para gays, lésbicas, bissexuais e seus familiares, celebra conquistas dos homossexuais, como o aumento da visibilidade e da tolerância, mas destaca que ainda há um longo caminho para que os LGBT´s sejam plenamente aceitos na sociedadeLuís Brasilino LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL – O … Continue lendo »
Mapa da morte em SP vai da Suécia até o México; locais dos crimes se repetem

Mapa da morte em SP vai da Suécia até o México; locais dos crimes se repetem

ARTUR RODRIGUES, RAPHAEL HERNANDES, DANIEL MARIANI e MARLENE BERGAMO – Quando o som das balas começa, a manicure Adriana de Mesquita, 31, esconde a filha de quatro anos no quarto e diz a ela que estão soltando bombinhas na rua. É o jeito que encontrou para que a menina fique mais calma nos dias em que acontecem troca de … Continue lendo »
Mulheres sauditas podem guiar, mas continuam guiadas

Mulheres sauditas podem guiar, mas continuam guiadas

Luiz Eça – Até agora, as mu­lheres sau­ditas eram le­gal­mente proi­bidas de guiar au­to­mó­veis. Os le­gis­la­dores ba­se­aram-se nos en­si­na­mentos do sheik Saab al-Haj que afir­mava ter o cé­rebro fe­mi­nino um quarto do ta­manho do mas­cu­lino. O que, é claro, as tor­nava um pe­rigo pú­blico, quando ao vo­lante. O re­cente di­reito de di­rigir con­ce­dido às mu­lheres … Continue lendo »
‘Onde se queimam livros, acabam-se queimando pessoas’, já disse o poeta

‘Onde se queimam livros, acabam-se queimando pessoas’, já disse o poeta

Lira Neto – Sou fascinado pelo incontornável clichê: a fotografia do escritor em primeiro plano, a estante coalhada de livros ao fundo, o fetiche das lombadas atraindo-me o olhar como um convite à curiosidade e ao prazer. Tento identificá-las, apreciando a imagem por minutos, detendo-me em velhas capas conhecidas, adivinhando outras tantas que nunca tive … Continue lendo »
Por que é mais fácil ser neonazista nos EUA do que na Alemanha

Por que é mais fácil ser neonazista nos EUA do que na Alemanha

Lioman Lima – Os Estados Unidos são um dos poucos lugares do mundo onde ser abertamente neonazista é amparado pela Constituição No final de semana, enquanto centenas de supremacistas brancos agitavam símbolos nazistas e gritavam palavras de ordem contra judeus e outras minorias em Charlottesville (Virgínia, EUA), um cidadão americano era agredido e preso por … Continue lendo »
Polêmica no MAM não é sobre arte e não é sobre pedofilia

Polêmica no MAM não é sobre arte e não é sobre pedofilia

Pablo Ortellado – Desde a última quinta-feira (28), as redes sociais foram tomadas pela polêmica em torno da performance no Museu de Arte Moderna no qual o artista Wagner Schwartz ficava nu e se deixava manipular pelo público, tendo sido tocado por uma criança que assistia a apresentação. Mais de dois milhões de links sobre a performance, … Continue lendo »
A vitória da intolerância

A vitória da intolerância

LUIZ RUFFATO – A vitória da extrema-direita no Parlamento alemão é mais um sinal claro de que os que defendem princípios humanistas estão perdendo espaço no mundo Embora pareça distante, o trágico resultado das eleições na Alemanha, que terá, pela primeira vez desde o fim da Segunda Guerra Mundial, representantes da extrema-direita no Parlamento, é mais um … Continue lendo »