Um vizinho do barulho

Um vizinho do barulho

Vicente Vilardaga – Era fim de tarde e chovia no acampamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) no bairro Assunção, nas imediações da Via Anchieta, em São Bernardo do Campo. Guilherme Boulos, de 35 anos, coordenador nacional e um dos líderes da ocupação, estava às voltas com a filmagem de um documentário sobre a … Continue lendo »
“Bolsonaro é filho do casamento entre a Lava Jato e a Rede Globo”

“Bolsonaro é filho do casamento entre a Lava Jato e a Rede Globo”

Daniel Giovanaz – Sociólogo lançou livro em Curitiba e explicou por que a operação é vista com bons olhos pelas classes dominantes Lançamento de livro, palestra e curso sobre a formação da sociedade brasileira. Em pouco mais de 24 horas, o sociólogo Jessé Souza fez da chamada “República de Curitiba” um espaço de debates sobre o … Continue lendo »
Larry Flynt, o último rei da pornografia: “Nem um escândalo sexual acabaria com Trump”

Larry Flynt, o último rei da pornografia: “Nem um escândalo sexual acabaria com Trump”

PABLO XIMÉNEZ DE SANDOVAL – Ainda em plena forma, pioneiro do ‘pornô hardcore’, dono de um império de mídia e ícone da liberdade de expressão nos EUA, volta a acertar contas com os conservadores do país que o atacam há décadas. Nos Estados Unidos é um direito constitucional rir de qualquer pessoa e de sua mãe. Ou … Continue lendo »
István Mészáros: “Capitalismo ameaça o futuro da humanidade”

István Mészáros: “Capitalismo ameaça o futuro da humanidade”

Igor Felippe e Miguel Stedile – Um dos principais intelectuais marxistas, Mészários faleceu neste domingo (1) aos 86 anos ; confira entrevista com ele Em entrevista exclusiva concedida no ano de 2007, István Mészáros ataca capital financeiro e governos, e enfatiza papel da educação rumo ao socialismo. A articulação do capital financeiro com os países mais … Continue lendo »
O brasileiro está mudando de caráter

O brasileiro está mudando de caráter

Flavio Ilha – O cidadão Luis Fernando Verissimo, 81 anos, nascido em Porto Alegre no dia 26 de setembro de 1936, está oficialmente livre desde 1º de setembro de 2017. Demitido da RBS depois de mais de 40 anos de contribuição quase diária, o escritor, cronista, músico, desenhista e pensador tem agora um imenso desafio pela … Continue lendo »
Narcisa Amália: a poeta, jornalista e abolicionista que você não conhece

Narcisa Amália: a poeta, jornalista e abolicionista que você não conhece

Juliana Domingos de Lima – Estar “à frente de seu tempo” é um clichê frequentemente aplicado a artistas. Ele é ainda mais frequente para descrever artistas mulheres que atuaram antes ou no início do século 20. Isso porque, como escreveu a historiadora da arte Linda Nochlin em 1971, no clássico ensaio “Por que não houve grandes … Continue lendo »
O perigoso narcisismo de João Dória

O perigoso narcisismo de João Dória

Fran Alavina – Tudo é simulacro nas postagens obsessivas do suposto “trabalhador”. Mas desvincular imagem de realidade pode ser eficaz, em tempos de política do espetáculo. Os leitores de OutrasPalavras lembram-se de que acompanhamos criticamente o “fenômeno” Doria desde a campanha para o último pleito municipal. Em sua primeira fase, nosso ovacionado prefeito notabilizou-se por unir … Continue lendo »
Jesus Cristo nunca existiu

Jesus Cristo nunca existiu

JAN LE BRIS DE KERNE – O mediático e prolífico filósofo francês Michel Onfray publicou um livro imenso que descreve a história da civilização judaico-cristã, desde o seu nascimento até à sua iminente Décadence. Não sabiam? Jesus Cristo nunca existiu. E nunca ninguém nos disse isso. Ou melhor: muitos historiadores, arqueólogos e investigadores até o fizeram, mas os … Continue lendo »
Lefebvre, 1955: crítica e generosidade

Lefebvre, 1955: crítica e generosidade

José Paulo Netto – Numa daquelas olhadas descomprometidas que velhos e contumazes leitores dão a prateleiras da sua biblioteca, duas semanas atrás deparei-me com um pequeno livro editado há quase trinta anos: Lukács 1955/Etre marxiste aujourd’hui (Paris: Aubier-Montaigne, 1986), composto por um texto de Henri Lefebvre (1901-1991) e um ensaio de Patrick Tort. Não revisitei as páginas de … Continue lendo »