“Depois dos cortes, virá a privatização do ensino”, diz Paulo Arantes

“Depois dos cortes, virá a privatização do ensino”, diz Paulo Arantes

Pedro Stropasolas e Vanessa Nicolav – Para pesquisador da USP, quem pauta a educação hoje no Brasil são as grandes corporações Mesmo com o anúncio do desbloqueio de R$ 1,58 bilhão pelo Ministério da Educação (MEC) nesta quarta-feira (22), o cenário de desmonte do ensino federal público continua efetivo. Cerca de R$ 5,8 bilhões do orçamento da … Continue lendo »
Stiglitz e Rodrik denunciam os limites da economia dominante

Stiglitz e Rodrik denunciam os limites da economia dominante

LUIZ GONZAGA BELLUZZO – É fácil confundir as limitações crescentes impostas ao Estado-Nação com a construção de um espaço de livre circulação. No site de leituras Project Syndicate, Joseph Stiglitz e Dani Rodrik, dois economistas rebeldes, denunciam as insuficiências da Visão Econômica dominante.Desde os anos 1980, diz Stiglitz, Ronald Reagan e Margareth Thatcher lançaram a cruzada … Continue lendo »
E se a tirania dos mercados estiver chegando ao fim?

E se a tirania dos mercados estiver chegando ao fim?

Ladislau Dowbor – Nos EUA, um estudo do Roosevelt Institute reconhece: as lógicas do neoliberalismo estão devastando as sociedades, a natureza e a própria Economia. É hora de resgatar direitos e limitar o poder das finanças e mega-corporações Resenha de: New Rules for the 21th Century Roosevelt Institute – 2019 – 77p Para baixar, clique Um … Continue lendo »
Os efeitos perversos das isenções fiscais e das anistias no Brasil

Os efeitos perversos das isenções fiscais e das anistias no Brasil

Paulo Nogueira Batista Jr. – Quem se beneficia é a famigerada turma da bufunfa, o que explica o relativo silêncio a respeito nas mídias tradicionais. O debate brasileiro sobre a reforma da Previdência sofre de vários desequilíbrios, alguns até escandalosos. Há quem diga que o debate é mais desequilibrado do que a própria Previdência. Um … Continue lendo »
Novas projeções dos economistas: o “pibinho 1.0”

Novas projeções dos economistas: o “pibinho 1.0”

Fernando Grossman e José Martins – O jornal Valor Econômico publicou nesta terça-feira (09) um artigo com interessante título: “Analistas já temem PIB próximo de 1%”. Estão jogando a toalha. Já confessam publicamente que, com ou sem suas famigeradas “reformas”, os capitalistas não são mais capazes de fazer a economia funcionar. Resumo geral da situação. … Continue lendo »
Alemanha, Japão e China desaceleram perigosamente

Alemanha, Japão e China desaceleram perigosamente

José Martins – O diagnóstico da Organização para o Comércio e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) para a economia mundial é sombrio. Em seu mais recente relatório sobre as perspectivas globais a veneranda organização imperialista informa: a expansão global continua a perder força. Mais rapidamente do que o previsto há alguns meses. Prevê também que o … Continue lendo »
Previdência: Fagnani disseca a proposta de Bolsonaro

Previdência: Fagnani disseca a proposta de Bolsonaro

Ricardo Machado – E se a re­ti­rada de di­reitos dos tra­ba­lha­dores, sob a jus­ti­fi­ca­tiva de sus­ten­ta­bi­li­dade da Pre­vi­dência, fosse tão so­mente uma cor­tina de fu­maça para a ma­nu­tenção do pro­jeto de trans­fe­rência de renda para os mais ricos? A questão que abre o texto bem po­deria ser to­mada como uma es­pécie de te­oria cons­pi­ra­tória se … Continue lendo »
A reforma da previdência vai aprofundar a crise

A reforma da previdência vai aprofundar a crise

Ana Luíza Matos de Oliveira, Barbara Vallejos Vazquez e Euzebio Jorge Silveira de Sousa – Desapareceu no Brasil a discussão sobre geração de emprego. Mesmo registrando 12,5 milhões de desocupados e 27,3 milhões de subutilizados (desocupados, subocupados por insuficiência de horas e na força de trabalho potencial) – um quarto da força de trabalho brasileira – o único problema do Brasil parece ser a previdência. Após a … Continue lendo »
A Argentina tragada pela “austeridade”

A Argentina tragada pela “austeridade”

Mark Weisbrot – No país vizinho, escondido pela mídia, outro sinal de como fracassam as políticas de “corte de gastos”. Pobreza explodiu, inflação passa de 60% e, apesar de empréstimo gigante do FMI, país pode afundar em nova crise cambial. Agora, 31,3% da população argentina vive em situação de “pobreza multidimensional”. Desde a posse de … Continue lendo »
Para desnudar a mediocridade das elites

Para desnudar a mediocridade das elites

Paulo Kliass – Artigo de Lara Rezende contra pensamento econômico ortodoxo sugere: há cheiro de bolor na “Reforma” da Previdência e no “ajuste fiscal”. Brasil precisa, ao contrário, abrir-se a novas teorias sobre moeda e Estado. Dentre tantos atributos, nossas elites há muito tempo são conhecidas por adotarem uma certa atitude de incorporar todas as … Continue lendo »