A Universidade pública, de qualidade e gratuita é viável?

A Universidade pública, de qualidade e gratuita é viável?

Otaviano Helene – O ataque sis­te­má­tico à uni­ver­si­dade pú­blica no Brasil, a fim de abrir es­paço ao setor pri­vado, fez com que nosso país se tor­nasse um da­queles com as mai­ores pro­por­ções de ma­trí­culas no setor pri­vado em todo o mundo. Apesar da (falsa) jus­ti­fi­ca­tiva para a pri­va­ti­zação ser a ne­ces­si­dade de apelar para que o … Continue lendo »
A crise da educação no Brasil não é uma crise; é projeto

A crise da educação no Brasil não é uma crise; é projeto

Roberto Amaral — Cortes deliberados em ciência, tecnologia e educação são parte do plano antinacional de inviabilização do futuro do Brasil Todas as universidades federais estão crise, e estaduais como a UERJ não têm mais condições de funcionamento normal. A frase de Darcy Ribeiro que titula este artigo sintetiza o governo que nos assola desde o … Continue lendo »
Leilão da ANP atrai mais estrangeiras

Leilão da ANP atrai mais estrangeiras

André Ramalho – Seis petroleiras estrangeiras estão buscando oportunidades para entrar no mercado brasileiro este ano, a partir da 14ª Rodada de blocos exploratórios, em setembro. A lista inclui desde gigantes do setor, como a Petronas, da Malásia, a produtores independentes de menor porte, como indiana Capricorn e a americana Murphy Oil. Chama a atenção … Continue lendo »
A ÁGUA BRASILEIRA CORRE PARA AS MULTINACIONAIS

A ÁGUA BRASILEIRA CORRE PARA AS MULTINACIONAIS

Flávio José Rocha da Silva – A história do Brasil, não é novidade, foi forjada por uma sucessão de saques contra as nossas riquezas naturais. A lista é longa: pau-brasil, açúcar, ouro, diamantes, algodão, café, ferro, borracha, nióbio, sal, mogno, petróleo, etc. Como o que está ruim pode piorar, como diria um pessimista empedernido, eis que … Continue lendo »
O desmonte da universidade pública e branqueamento cultural: outra estratégia do genocídio

O desmonte da universidade pública e branqueamento cultural: outra estratégia do genocídio

Andréia Moassab, Marcos de Jesus e Vico Melo – O branqueamento cultural como complemento do genocídio é um ponto de partida interessante para compreender os ataques ao direito à educação materializados pela operação de desmonte das universidades públicas estaduais e federais em curso e cujas consequências já são sentidas com maior intensidade pelos setores mais excluídos … Continue lendo »
O dinheiro do Estado tem que ir para o ensino público, diz professor da UFMG

O dinheiro do Estado tem que ir para o ensino público, diz professor da UFMG

Rafaella Dotta, Vera Lima e Solange Bastos – Luciano Mendes avalia que cortes de verba estão destruindo décadas de trabalho da educação brasileira “Universitários da escola pública têm rendimento igual ou superior aos que vem da escola particular” Escolas e universidades passam por corte drástico de verbas que ameaça o pagamento de professores e a manutenção … Continue lendo »
A armação para o negócio do século com a Eletrobras

A armação para o negócio do século com a Eletrobras

Luis Nassif – A venda do controle da Eletrobras certamente será a joia da coroa de todas as negociatas planejadas pelo governo Temer. Está-se no meio de uma reestruturação radical no setor elétrico, com a substituição do modelo hidrelétrico pelas novas formas de energia. Todas elas têm em comum o fato de serem intermitentes. Por … Continue lendo »
Os senhores da guerra acumulam fortunas na Síria

Os senhores da guerra acumulam fortunas na Síria

NATALIA SANCHA – Soldados regulares, insurgentes e comerciantes fazem grande negócio graças ao contrabando de produtos básicos entre fronteiras e nos cercos do conflito Já faz sete anos que a economia síria se consome sob o peso da guerra. O Banco Mundial estima em 886,5 bilhões de reais os prejuízos decorrentes do conflito. E, entretanto, nas duas beiradas … Continue lendo »
‘Vivemos uma situação ditatorial’, afirma Belluzzo

‘Vivemos uma situação ditatorial’, afirma Belluzzo

MANUEL ALVES FILHO – Segundo economista, medidas do governo Temer, que classifica como ilegítimo, contrariam aspirações da população. O economista Luis Gonzaga Belluzzo, professor aposentado da Unicamp, não tem dúvida de que o Brasil vive atualmente uma situação ditatorial. Segundo ele, um exemplo do autoritarismo exercido pelo governo Temer, que ele classifica como “ilegítimo”, é … Continue lendo »