A morte como política

A morte como política

MARCELO SEMER – Há um ano atrás, quando a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram cruelmente assassinados, a campanha presidencial já estava a todo vapor. Os pretendentes ao Planalto cuidaram de manifestar solidariedade e indignação com o bárbaro crime. Exceto o então deputado Jair Bolsonaro, que preferiu o silêncio, sob o pretexto de que … Continue lendo »
Do nacionalismo ao entreguismo vulgar: a ignorância como estratégia

Do nacionalismo ao entreguismo vulgar: a ignorância como estratégia

RAFAEL DA SILVA BARBOSA – Agora é semelhante aos tempos de Kubitschek e FHC. A diferença está no discurso, que não apela mais para a ‘modernização’ e usa cinismo A utilização da expressão “entreguismo vulgar” é um pleonasmo, pois, todo entreguismo, em essência, é vulgar. Mas, dadas as atuais circunstâncias, a classificação do termo pode … Continue lendo »
A perestroika brasileira é absolutamente descabida

A perestroika brasileira é absolutamente descabida

Patricia Fachin – É “difícil” fazer uma avaliação da política econômica conduzida pelo ministro Paulo Guedes, “porque de fato nada de concreto ainda foi feito na área, a não ser o envio da proposta de reforma da previdência ao Congresso”, diz a economista Leda Paulani à IHU On-Line, ao comentar a atuação da equipe econômica nos dois primeiros meses do novo governo. Já … Continue lendo »
O enganoso liberalismo do governo Bolsonaro

O enganoso liberalismo do governo Bolsonaro

Felipe Freller e Roberta K. Soromenho Nicolete – Autores liberais referidos pelo ministro da Educação poderiam servir com maior rigor para entender e criticar a emergência do próprio governo Bolsonaro. Poucos governos na história do Brasil trouxeram a ideologia como questão tão central quanto o de Jair Bolsonaro, mesmo que esse governo se apresente como técnico, e … Continue lendo »
Existe um presidente por trás das redes sociais de nosso presidente?

Existe um presidente por trás das redes sociais de nosso presidente?

VICTOR PICCHI GANDIN – Durante o Carnaval, me deparei com um vídeo no Youtube, composto por uma marchinha de Carnaval “dedicada” a Caetano Veloso e Daniela Mercury. “Chupa!”, dizia o cantor da música que em seu primeiro verso lembra a melodia do jingle de Eymael. Tratava-se de uma crítica ao uso de recursos da Lei … Continue lendo »
Os Brasis da nova Previdência

Os Brasis da nova Previdência

Laura Carvalho – O texto da Nova Previdência tem pontos positivos e negativos. A despeito da gravidade de nossos problemas fiscais atuais e das iniquidades remanescentes no sistema previdenciário em vigor, a proposta deve ser analisada sobretudo naquilo que supõe e que constrói para o futuro do país. Nesse sentido, a pergunta a ser feita é … Continue lendo »
Escola sem Partido e devaneios do ministro: educação chega à demência

Escola sem Partido e devaneios do ministro: educação chega à demência

FRED MELO PAIVA – Para o ex-ministro Renato Janine Ribeiro, o MEC joga fora o conhecimento acumulado nas últimas três décadas. Pense naquela sua tia que compartilha correntes no WhatsApp, envia mensagens de alerta sobre os novos tipos de golpes que bandidos estão a aplicar na praça e, abduzida por insuspeita militância, bombardeia sua caixa … Continue lendo »
Reforma da Previdência: os 12 principais pontos da proposta do governo Bolsonaro

Reforma da Previdência: os 12 principais pontos da proposta do governo Bolsonaro

Laís Alegretti e Camilla Veras Mota – A proposta de reforma da Previdência entregue na manhã de hoje pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia(DEM), é abrangente: inclui trabalhadores da iniciativa privada, servidores públicos e beneficiários da assistência social. O pacote prevê, ainda, medidas de combate a fraudes e fortalecimento da cobrança de dívidas … Continue lendo »
Bolsonaro quer convencer os brasileiros de que a economia está melhorando

Bolsonaro quer convencer os brasileiros de que a economia está melhorando

Laura Carvalho – Na carta que enviou ao Congresso Nacional para a abertura do ano legislativo na segunda-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro deixou claro que não pretende encerrar tão cedo a campanha eleitoral do ano passado. Em outras palavras: não faltará trabalho nos próximos quatro anos às agências de checagem de fatos. Mesmo sem ter anunciado sequer uma medida econômica em seu primeiro … Continue lendo »