Globalização gerou insegurança e, ao invés de derrubar, reforçou fronteiras

Globalização gerou insegurança e, ao invés de derrubar, reforçou fronteiras

PATRÍCIA CAMPOS MELLO – Nunca na história moderna tantos muros foram construídos nas fronteiras, afirma Élisabeth Vallet, autora de livro referência sobre o assunto. Segundo seus estudos, o bloqueio entre países decorre de uma insegurança social gerada pela globalização e visa a conter imigrantes, terroristas e contrabandistas, nessa ordem. Com o fim da Guerra Fria, … Continue lendo »
China alardeia seu poderio e anuncia o começo de uma “nova era comunista”

China alardeia seu poderio e anuncia o começo de uma “nova era comunista”

MACARENA VIDAL LIY – Xi Jinping inaugura o 19º Congresso do Partido Comunista com promessa de continuar reformas econômicas O presidente chinês, Xi Jinping, proclamou nesta quarta-feira “uma nova era” para a China e para seu Partido Comunista, mas deixou claro que, em seus próximos cinco anos de mandato, continuarão as mesmas políticas, ainda mais marcadas. E … Continue lendo »
A China golpeia o dólar dos Estados Unidos: comprará todo seu petróleo em yuan

A China golpeia o dólar dos Estados Unidos: comprará todo seu petróleo em yuan

Tulio Ribeiro – Os padrões monetários surgem a partir da aceitação generalizada de reservas de valor do papel-moeda para utilização em trocas de mercadorias e serviços, ou simplesmente de acumulação de riqueza. Entre meados do século XVIII até o final do século XIX, as moedas se baseavam na prata e em outras cédulas recunhadas. A falta … Continue lendo »
Guerra da Síria parece definida

Guerra da Síria parece definida

Luiz Eça – Para Staffan de Mis­tura, me­di­ador da ONU na Síria, Assad já ga­nhou a guerra. É o que se con­clui desta re­cente de­cla­ração do di­plo­mata ita­liano: “para a opo­sição, a men­sagem é clara: se eles estão pla­ne­jando vencer a guerra, os fatos estão pro­vando que não é esse o caso. Por­tanto, é tempo … Continue lendo »
A Catalunha e a esquerda

A Catalunha e a esquerda

Boaventura Sousa Santos – Embora sem poder definitivo, plebiscito expressa o desejo de autonomia, contra um governo alinhado com as piores políticas da União Europeia. Até o Podemos omitiu-se sobre isso. O referendo da Catalunha deste domingo vai ficar na história da Europa, e certamente pelas piores razões. Não vou abordar aqui as questões de fundo, … Continue lendo »
Kim Jong-Un: louco ou sobrevivente?

Kim Jong-Un: louco ou sobrevivente?

Reginaldo Nasser — A mídia trata os testes de armamentos do ditador norte-coreano como meros atos de insanidade. O contexto não permite, porém, essa leitura simplória Donald Trump defendeu, na abertura da Assembleia Geral da ONU, que a única solução possível deverá ser “destruir totalmente”, caso a Coreia do Norte não interrompa seu programa nuclear. Foi … Continue lendo »
Israel enfrenta teste geopolítico radical

Israel enfrenta teste geopolítico radical

Sharmine Narwani – Mudou o equilíbrio de poder antes favorável. Telavive está com as asas atadas. Telavive tem passado por algumas semanas difíceis. O equilíbrio de poder regional favorável que havia mudou repentinamente, numa direção que atou as asas de Israel – e tudo isso quando adversários próximos às fronteiras israelenses obtêm rápidos ganhos estratégicos. No … Continue lendo »
O Estado Islâmico está perto do fim?

O Estado Islâmico está perto do fim?

Christoph Reuter – O Estado Islâmico perdeu uma quantidade enorme de território tanto no Iraque quanto na Síria e muitos de seus líderes estão mortos. Mas mesmo enquanto o grupo parece estar se desfazendo, ataques são realizados em seu nome na Europa. O que virá a seguir para o EI? Poucas pessoas no Ocidente estão … Continue lendo »
‘Bombardeamos tudo que se movia’: os ataques que ajudam a explicar o rancor histórico da Coreia do Norte com os EUA

‘Bombardeamos tudo que se movia’: os ataques que ajudam a explicar o rancor histórico da Coreia do Norte com os EUA

Guillermo D. Olmo – Os bombardeios americanos foram um pesadelo para a população civil norte-coreana “Tudo que se movia.” Com essas palavras, o ex-secretário de Estado americano Dean Rusk definiu os alvos das bombas lançadas sobre a Coreia do Norte durante a Guerra da Coreia (1950-1953), uma missão batizada pelo Pentágono de Operação Estrangular. Segundo historiadores, … Continue lendo »