O fim do centro

O fim do centro

Gilberto Maringoni – O ataque bestial dos EUA, França e Grã-Bretanha à Síria tem outra consequência séria, além do impiedoso massacre de civis. É a de desmontar a lenda urbana de que haveria a emergência de um novo centro político. O ataque bestial dos EUA, França e Grã-Bretanha à Síria tem outra consequência séria, além … Continue lendo »
O novo arsenal nuclear russo restabelece a bipolaridade do mundo

O novo arsenal nuclear russo restabelece a bipolaridade do mundo

Thierry Meyssan – Quando os peritos se interrogavam sobre a possível evolução da ordem mundial em direção a um sistema multipolar, mesmo simplesmente tripolar, os bruscos avanços da tecnologia militar russa impõem o regresso a uma organização bipolar. Passemos em revista os ensinamentos dos três últimos anos até às revelações do Presidente Putin, a 1 … Continue lendo »
Waldo Mermestein, Israel Dutra e Juliano Medeiros: Precisamos falar sobre Gaza

Waldo Mermestein, Israel Dutra e Juliano Medeiros: Precisamos falar sobre Gaza

Waldo Mermestein, Juliano Medeiros e Israel Dutra – Defensores de Israel procuram deslegitimar os que se opõem à opressão contra os palestinos acusando-os de antissemitismo. Com indignação, lemos o artigo “O Antissemitismo permitido no PSOL” (10/4), publicado nesta Folha, no qual o cientista político André Lajst acusa o PSOL e seu secretário de Relações Internacionais, Israel Dutra, de sustentarem … Continue lendo »
Mutante, conflito no Iraque não acabou, apenas assumiu outro rosto

Mutante, conflito no Iraque não acabou, apenas assumiu outro rosto

Juca Varella – Na madrugada de 20 de março de 2003, eu e o Sérgio Dávila, atual editor-executivo da Folha, entramos agitados no Palestine Hotel, no centro de Bagdá, depois um périplo de mais de três dias. O que era para ser uma reportagem especial sobre um país ameaçado estava virando cobertura de guerra, uma das mais violentas desde a … Continue lendo »
Troca do chefe da política exterior dos EUA: um desastre

Troca do chefe da política exterior dos EUA: um desastre

Luiz Eça – A subs­ti­tuição do se­cre­tário de Es­tado dos EUA foi mais uma ini­ci­a­tiva de­sas­trosa de Do­nald Trump. Ele exercia um efeito mo­de­rador na “fúria e fogo” das de­ci­sões do pre­si­dente. Como acon­teceu no fim do ano pas­sado. Em nome do go­verno Trump, Til­lerson apelou para que a Arábia Sau­dita fosse “co­me­dida” nas suas ope­ra­ções … Continue lendo »
Despesas de guerra levam os EUA à bancarrota

Despesas de guerra levam os EUA à bancarrota

John W. Whitehead – O complexo militar-industrial ataca de novo. “Para quê gastar dinheiro em despesas militares quando tudo está a ruir em torno de nós? Será que precisamos de gastar mais dinheiro com as nossas forças armadas (cerca de US$600 mil milhões este ano) do que o conjunto dos sete maiores países seguintes? Precisamos de 1,4 … Continue lendo »
EUA e China se preparam para uma guerra?

EUA e China se preparam para uma guerra?

RT – A nova estratégia nuclear dos Estados Unidos pretende persuadir os líderes chineses para evitar cálculos militares equivocados, que poderiam levar rapidamente a uma escalada armamentista e até a um “intercâmbio nuclear” entre os países. A China continua fortalecendo silenciosamente suas forças nucleares estratégicas. Quem afirma isso é o jornalista estadunidense Bill Gertz, em artigo … Continue lendo »
Geopolítica do Século XXI: volatilidade por todos os lados

Geopolítica do Século XXI: volatilidade por todos os lados

Immanuel Wallerstein – A última potência hegemônica, os Estados Unidos, já leva um tempo atuando como um gigante incapaz. Têm poder para destruir, mas não para controlar a situação. Prefere proclamar regras que espera que os demais sigam, mas pode ser (e é) ignorado. Podemos dizer sem medo ao equívoco que entre os âmbitos mais … Continue lendo »
Xi Jinping, a ‘China recentralizada’ e a ‘nova formação econômico-social’

Xi Jinping, a ‘China recentralizada’ e a ‘nova formação econômico-social’

Elias Jabbour – A marca do governo chinês atual é a reestatização de parte da economia e de seus fluxos de renda, o conflito aberto às frações da burguesia mais afeitas à liberalização financeira e o fortalecimento de retórica marxista. Motivo de interesse, mas nem sempre profundo, os acontecimentos na China tem tido repercussão cada vez … Continue lendo »