Por que os Paraísos Fiscais não são invencíveis

Por que os Paraísos Fiscais não são invencíveis

Grazielle David – Um ano após o escândalo dos Panamá Papers, surgem propostas concretas para impedir que as megacorporações e os super-ricos continuem praticando sonegação internacional sistemática. Haverá vontade política? Para marcar o primeiro aniversário do Panamá Papers, escândalo relacionado com paraísos fiscais, organizações e movimentos do mundo todo articuladas por meio da Campanha Multinacionais paguem o justo organizaram … Continue lendo »
O fim do (petro)dólar: o que a Reserva Federal não quer que se saiba

O fim do (petro)dólar: o que a Reserva Federal não quer que se saiba

Shaun Bradley – China, Rússia e Índia começaram, há anos, a acumular reservas de ouro. Constataram que ativos sólidos irão constituir a medida da verdadeira riqueza – não imprimir dinheiro. Publicamos como documento este artigo vindo dos EUA. Para além do seu conteúdo concreto, é importante pelo que revela do sentimento de crise interna na … Continue lendo »
Especialista russo revela quem pode estar por trás do bitcoin e seu verdadeiro papel

Especialista russo revela quem pode estar por trás do bitcoin e seu verdadeiro papel

Tatyana Yudina – Criptomoedas estão dando o que falar em 2017; o preço do bitcoin aumentou mais de 2.000% e muitos falam em verdadeira revolução no mundo financeiro. Entretanto, o economista Valentin Katasonov disse à Sputnik Brasil que o bitcoin está preparando a humanidade para mudanças sem precedentes. Em 2017, o mercado de criptomoedas bateu … Continue lendo »
A taxa básica de juros está mesmo caindo?!

A taxa básica de juros está mesmo caindo?!

Política Econômica da Maioria – Em sua reu­nião de 07/12/2017, o Con­selho de Po­lí­tica Mo­ne­tária (COPOM) de­cidiu baixar a taxa bá­sica de juros (SELiC) para o seu menor pa­tamar his­tó­rico, 7% ao ano (1). O “mer­cado” co­me­mora o feito, como se agora fi­nal­mente o Banco Cen­tral es­ti­vesse le­vando adi­ante uma po­lí­tica mais ami­gável. Mas não é … Continue lendo »
Os economistas do sistema também tremem

Os economistas do sistema também tremem

Eleutério F. S. Prado – Num curioso artigo, dois deles admitem — oh! — que o domínio do capital financeiro provoca instabilidades e crises. Mas logo propõem uma “saída”. Mudanças? Nunca: que as sociedades salvem os bancos! Dois macroeconomistas consagrados na academia norte-americana, Olivier Blanchard e Lawrence Summers[1], juntaram-se para escrever uma proposta de reformulação das … Continue lendo »
O fracasso da política monetária de Michel Temer

O fracasso da política monetária de Michel Temer

José Martins – Ocorreram modificações importantes com as taxas reais de juros internacionais, quatro meses depois que analisamos o mesmo assunto em nosso boletim “Por que o Brasil das ‘reformas’ não vai sair do buraco? Dê uma olhada no ranking mundial de juros reais”. É muito importante atualizar agora os números utilizados naquela análise sobre o rígido … Continue lendo »
Copom e juros reais

Copom e juros reais

Paulo Kliass – As páginas de economia e os comentaristas especializados dos grandes jornalões só fazem comemorar a decisão da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Afinal, não é pra menos. Há meses que o governo de Temer e Meirelles vem garimpando arduamente, a cada dia que passa, alguma notícia … Continue lendo »
A difícil decolagem do PIB brasileiro

A difícil decolagem do PIB brasileiro

Fernando Grossmann – O crescimento residual de 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no 2º trimestre/2017 veio mais fraco do que o minguado 1,0% do trimestre anterior. No entanto, os economistas em geral estão considerando (e comemorando efusivamente) o residual 0.2% como mais positivo que o minguado 1,0%. Justificam a euforia pelo fato do “consumo … Continue lendo »
Renúncia fiscal soma R$ 400 bi em 2017 e supera gastos com saúde e educação

Renúncia fiscal soma R$ 400 bi em 2017 e supera gastos com saúde e educação

Alexandro Martello – Classificadas pelo Fisco como ‘perda de arrecadação’, renúncias tributárias foram concedidas pelos governos nas últimas décadas a fim de estimular setores da economia ou regiões. Ao mesmo tempo em que luta para tentar reequilibrar as contas públicas, que vêm registrando nos últimos anos rombos bilionários sucessivos em um cenário de baixo nível … Continue lendo »