‘Se Adam Smith pudesse ver isso, estaria horrorizado’

‘Se Adam Smith pudesse ver isso, estaria horrorizado’

Página/12 – Raúl Zaffaroni, juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, fez sua análise da crise do dólar, falou das infrutíferas medidas para conter a corrida e a decisão de recorrer ao FMI em busca de Auxílio. Duros foram os termos usados pelo magistrado Raúl Zaffaroni para se referir hoje sobre o presente da Argentina. … Continue lendo »
Brasil, o eldorado dos rentistas

Brasil, o eldorado dos rentistas

CLARA CATINOIS – A taxa média de empréstimos a pessoas físicas é de aproximadamente 57,7% ao ano. Uma situação que contribui para manter desigualdades devastadoras. Doroti Rodrigues tem 71 anos e tem sessenta anos de trabalho, muitas vezes informal. Sem dominar a burocracia brasileira, o trabalhador doméstico, que ganha 1.200 reais (cerca de 280 euros) por … Continue lendo »
BANCO DA INGLATERRA ADMITE QUE POLÍTICAS DE AUSTERIDADE NÃO FUNCIONAM

BANCO DA INGLATERRA ADMITE QUE POLÍTICAS DE AUSTERIDADE NÃO FUNCIONAM

Ricardo J. Camera – A dose de honestidade do Banco da Inglaterra joga pela janela a base teórica para a austeridade. De volta aos anos 1930, Henry Ford supostamente observou que era uma boa ideia o fato de que a maioria dos americanos não soubessem realmente como os bancos funcionam, porque se eles soubessem, “haveria uma revolução antes … Continue lendo »
A dívida odiosa

A dívida odiosa

Pierre Pénet – O pagamento das dívidas públicas pelos estados superendividados é realmente uma prioridade política? Éric Toussaint, economista e ativista, explica que algumas dívidas são odiosas e por isso propõe reformar a arquitetura financeira internacional. A dívida pública é o cerne de muitas crises que marcaram a história financeira desde o início do século … Continue lendo »
O método científico e o Banco Mundial

O método científico e o Banco Mundial

Rafael da Silva Barbosa – Diante do enorme conjunto de gráficos, tabelas, quadros e figuras contidos no Relatório do Banco Mundial (“Um Ajuste Justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil”) fica a pergunta: será que o trabalho possui rigor metodológico compatível ao crivo de uma banca de graduação ou avaliação de revistas científicas … Continue lendo »
A banca (sistema financeiro internacional) ou o fim de uma civilização

A banca (sistema financeiro internacional) ou o fim de uma civilização

Pedro Augusto Pinho – As civilizações surgem, crescem (as vezes) e morrem, como nos ensinam os livros de história. Mas estes mesmos livros, na quase totalidade, não nos informam sobre o efetivo poder que sustenta os diversos momentos da vida dos povos, das civilizações. Precisamos, desde logo, distinguir governo e poder. O governo é visível, … Continue lendo »
30 anos de domínio financeiro especulativo e perspectivas para 2018

30 anos de domínio financeiro especulativo e perspectivas para 2018

Nelson Rodrigues dos Santos – Permanecemos desafiados a manter lucidez e coragem para avaliar a real profundidade e as consequências da maior e mais bem engendrada das ditaduras conhecidas, que há 30 anos vem se estendendo ás nações e povos: a ditadura do capital financeiro especulativo nas entranhas da relação Sociedade-Estado. Iniciou-se nos anos 80 nas … Continue lendo »
A globalização é um carro sem marcha à ré

A globalização é um carro sem marcha à ré

Miguel Otero Iglesias – As medidas protecionistas tomadas por Donald Trump geram tensões geopolíticas, e insta a União Europeia a buscar alianças com países que também apoiam princípios sociais para lutar contra os paraísos fiscais e a evasão fiscal, talvez o maior câncer das nossas democracias atualmente. A globalização e as novas tecnologias, duas forças … Continue lendo »
Paraísos fiscais (4) – A revanche do grande capital

Paraísos fiscais (4) – A revanche do grande capital

Reginaldo de Moraes – Esconder dinheiro em ilhas exóticas é coisa antiga. Há diferentes motivos para estes impulsos, e diferentes tipos de piratas. Dinheiro que se esconde em ilhas exóticas é uma coisa antiga. A imagem de uma ilha do tesouro excitou gerações e gerações. Mas há diferentes tipos e diferentes motivos para tais impulsos secretistas. … Continue lendo »