Se está na cozinha, é uma mulher: como os algoritmos reforçam preconceitos

Se está na cozinha, é uma mulher: como os algoritmos reforçam preconceitos

JAVIER SALAS – As máquinas inteligentes consolidam os vieses sexistas, racistas e classistas que prometiam resolver. Um homem calvo, de uns 60 anos, mexe com suas espátulas de madeira alguns pedaços de carne dentro da frigideira. Usa óculos de acetato, calça jeans e está em frente ao fogão de sua pequena cozinha, decorada com tons claros. … Continue lendo »
Violência contra a mulher vem do homem comum, e pode atingir qualquer uma

Violência contra a mulher vem do homem comum, e pode atingir qualquer uma

Adriana Nogueira – A presença do contador A.C.S, 58 anos, em uma reunião do grupo reflexivo para homens enquadrados na lei Maria da Penha, no Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, desmistifica a imagem do monstro –esperada pelo senso comum– do homem capaz de agredir uma mulher. Ao … Continue lendo »
Mulheres sauditas podem guiar, mas continuam guiadas

Mulheres sauditas podem guiar, mas continuam guiadas

Luiz Eça – Até agora, as mu­lheres sau­ditas eram le­gal­mente proi­bidas de guiar au­to­mó­veis. Os le­gis­la­dores ba­se­aram-se nos en­si­na­mentos do sheik Saab al-Haj que afir­mava ter o cé­rebro fe­mi­nino um quarto do ta­manho do mas­cu­lino. O que, é claro, as tor­nava um pe­rigo pú­blico, quando ao vo­lante. O re­cente di­reito de di­rigir con­ce­dido às mu­lheres … Continue lendo »
Sauditas no Conselho de Proteção às Mulheres. Acredite se quiser

Sauditas no Conselho de Proteção às Mulheres. Acredite se quiser

Luiz Eça – 141º lugar foi a co­lo­cação da Arábia Sau­dita, em re­la­tório do Global Gender Gap que, em 2016, ava­liou os di­reitos das mu­lheres em 144 países. Os sau­ditas só ga­nharam do Pa­quistão, Síria e Iêmen. Esse re­sul­tado não im­pres­si­onou as 54 na­ções do Con­selho Econô­mico e So­cial da ONU. Para o UN Watch, … Continue lendo »
Assassino de Campinas atirou sozinho, mas não inventou assassinato de mulheres sozinho, diz filósofa

Assassino de Campinas atirou sozinho, mas não inventou assassinato de mulheres sozinho, diz filósofa

Renata Mendonça – Os primeiros minutos de 2017 ficaram marcados por um massacre que chocou o país. Em Campinas (SP), um homem invadiu a casa onde sua ex-mulher celebrava o Ano-Novo com a família e começou a atirar. Ela e mais 11 pessoas morreram, incluindo outras oito mulheres e o filho de ambos, de oito … Continue lendo »