O Pancadão da economia

O Pancadão da economia

José Martins – Por querer ou sem querer, pouco importa, ainda existe gente que consegue afirmar alguma coisa inteligente no Congresso Nacional. A senadora Simone Tebet, por exemplo, presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado. Em recente entrevista a conhecido jornal do sistema, ela enquadra perfeitamente o futuro do atual governo: “Se a … Continue lendo »
PIB é ilusão perversa, diz Nobel de Economia

PIB é ilusão perversa, diz Nobel de Economia

Joseph Stiglitz – O mal-estar social alastra-se, o colapso da Natureza avança e a democracia declina. Se ainda assim o termômetro que afere o “sucesso” das sociedades nos diz que tudo vai bem — então, é preciso trocá-lo por outro. Já há como fazê-lo. O mundo enfrenta três crises existenciais: uma crise climática, uma crise … Continue lendo »
Esquerda que não reconhecer seus erros não pode apontar futuro, diz Boulos

Esquerda que não reconhecer seus erros não pode apontar futuro, diz Boulos

Jamil Chade – Guilherme Boulos estava com viagem marcada para reuniões no exterior, inclusive com representantes da ONU. Mas cancelou tudo diante da soltura de Luiz Inácio Lula da Silva e decidiu permanecer no Brasil. Em entrevista à coluna, o líder do PSOL fez uma avaliação do papel da oposição a partir de agora, estratégias de … Continue lendo »
15 razões para esperar um novo ataque interno à economia do Brasil

15 razões para esperar um novo ataque interno à economia do Brasil

JOÃO SICSÚ – O Brasil dos dias de hoje possui semelhanças assustadoras com o que transcorreu na economia norte-americana dos anos 1930. 1- Desde meados de 2014, a economia brasileira entrou em forte desaceleração. Em 2015, recebeu choques internos que transformaram a desaceleração em recessão. Foram cortes de gastos públicos, elevação dos preços dos combustíveis, … Continue lendo »
Sob o céu azul da democracia

Sob o céu azul da democracia

Jorge Maia e José Martins – Na Amazônia brasileira, não é só a floresta que é queimada pelos empresários do agronegócio, dos mineradores e das madeireiras. Existem outras queimadas mais fundamentais. Zona sul de Manaus, capital do estado do Amazonas. Madrugada de quarta-feira (30): dezessete pessoas foram assassinadas por policiais militares. A alegação foi que se … Continue lendo »
Eliane Brum: A esperança tem sido manipulada, virou mais uma mercadoria

Eliane Brum: A esperança tem sido manipulada, virou mais uma mercadoria

Rodrigo Casarin – Em 1998 que a jornalista Eliane Brum viajou pela primeira vez à Amazônia, para escrever uma reportagem sobre a Transamazônica para o jornal gaúcho Zero Hora. Depois, em 2000, colaborando com a revista Época, realizou diversas viagens para diferentes lugares da floresta. Em 2004 que descobriu uma das regiões, a seu ver, … Continue lendo »
Os partidos importam? O que a crise entre Bolsonaro e o PSL pode revelar sobre os partidos e a política brasileira

Os partidos importam? O que a crise entre Bolsonaro e o PSL pode revelar sobre os partidos e a política brasileira

TAILON RODRIGUES ALMEIDA e VICTOR PICCHI GANDIN (colaboração para o ACidadeON, 07/11/2019) — O time do Multipli_Cidade apresenta nessa semana os olhares dos cientistas políticos Tailon Rodrigues Almeida e Victor Picchi Gandin a respeito da importância dos partidos políticos e as crises recentes envolvendo o partido do presidente Jair Bolsonarom o PSL. “A mais recente crise dentro do … Continue lendo »
Democracias em chamas

Democracias em chamas

JAMIL CHADE – Uma década depois da pior crise do capitalismo, até mesmo o Fórum de Davos admite que o resgate de 10 trilhões de dólares ao sistema econômico foi ineficiente e, agora, a desigualdade ameaça as democracias Quito, Londres, Barcelona, Beirute, Hong Kong, Santiago e até mesmo Bagdá e Argel. Praticamente nada une essas cidades pelo mundo. … Continue lendo »
Brasil perde terreno na corrida do PIB per capita

Brasil perde terreno na corrida do PIB per capita

Sergio Lamucci – O Brasil perdeu terreno em relação a outros emergentes nas últimas décadas, distanciando-se do nível de renda dos países desenvolvidos, em vez de se aproximar. Com o baixíssimo crescimento da produtividade, o PIB per capita brasileiro corresponde hoje a pouco mais de um quarto do americano. Em 1980, equivalia a quase 40%. Nesse … Continue lendo »