Inglaterra: o vendaval Jeremy Corbyn

Inglaterra: o vendaval Jeremy Corbyn

ANTONIO MARTINS – Corbyn, 68 anos. Ao contrário do que ocorre em países como a Espanha, na Inglaterra a renovação da esquerda poderia ocorrer por rebelião no interior de um velho partido Últimas pesquisas revelam: líder trabalhista, claramente identificado com esquerda e nova cultura política, está a um passo de vencer eleições. Repercussão internacional seria … Continue lendo »
Brasília em chamas: diretas e violência

Brasília em chamas: diretas e violência

Alessandra Orofino – Não gosto de manifestações violentas. Por uma série de razões. Primeiro, porque são excludentes –há uma série de pesquisas que mostram que ondas de protesto têm muito mais chance de ganhar escala se forem pacíficas, sobretudo entre cidadãos mais velhos, adolescentes e mulheres. Segundo, porque o emprego da violência gera, de fato, … Continue lendo »
Voltamos à era do messianismo político que gerou Hitler, diz frei Betto

Voltamos à era do messianismo político que gerou Hitler, diz frei Betto

ANNA VIRGINIA BALLOUSSIER – Frei Betto, 72, é inquestionavelmente um homem de esquerda. Participou da fundação da CUT, serviu de assessor especial ao amigo Lula em seus primeiros anos na Presidência e dá assessoria a movimentos sociais como MST. Nem por isso passa a mão na cabeça do campo progressista. Para ele, a autocrítica “se … Continue lendo »
Lula não unificará esquerda se propuser ‘mais do mesmo’, diz líder dos sem-teto

Lula não unificará esquerda se propuser ‘mais do mesmo’, diz líder dos sem-teto

BBC Brasil – Para o líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), Guilherme Boulos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não pode ser impedido “no tapetão” de se candidatar em 2018 ou numa eventual eleição direta para suceder Michel Temer no Palácio do Planalto. Porém, caso o petista proponha o mesmo programa com que … Continue lendo »
O Governo Temer, a crise de hegemonia e a instabilidade política

O Governo Temer, a crise de hegemonia e a instabilidade política

Armando Boito Jr – A força dirigente do golpe perdeu o controle da sua base de massa O governo Michel Temer balançou, embora ainda não tenha caído. É um governo instável. Para entender o que está ocorrendo, é preciso desvencilhar-se de ideias correntes que são verdadeiros obstáculos no caminho da compreensão do momento atual: a) a ideia … Continue lendo »
Meirelles, candidato da desfaçatez

Meirelles, candidato da desfaçatez

Paulo Moreira Leite – Como num lance de mágica, o nome de Henrique Meirelles já circula como possível candidato a uma eventual vaga na presidência da República caso Michel Temer seja despejado do Planalto. Está na Folha de hoje. Também foi lançado como balão de ensaio por David Fleischer, um professor da Universidade de Brasília … Continue lendo »
Manipulações e expectativas

Manipulações e expectativas

Paulo Kliass – A cada dia, formadores de opinião vinculados ao financismo garimpam arduamente alguma notícia para tentar comprovar que a bonança está logo ali na esquina As forças políticas e os interesses econômicos que se articularam e conspiraram abertamente para o êxito do movimento que provocou o golpeachment estão em estado de alerta. Afinal, … Continue lendo »
Um zumbi no Planalto

Um zumbi no Planalto

Bernardo Mello Franco – Michel Temer, o presidente sem votos, agora quer ser presidente sem governo. Flagrado numa trama de corrupção e obstrução da Justiça, ele vê sua autoridade se esfarelar em praça pública. Mesmo assim, insiste em se agarrar à cadeira. O governo começou a respirar por aparelhos na noite de quarta. Assim que … Continue lendo »
O povo pode desfazer as leis que ele mesmo fez e destituir instituições

O povo pode desfazer as leis que ele mesmo fez e destituir instituições

Vladimir Safatle – Devemos obedecer a um governo ilegítimo? Devemos aceitar ordens de quem, de forma explícita, se mostra capaz de servir-se do governo para impedir o funcionamento da Justiça ou para fazer passar leis que contrariam abertamente a vontade da maioria? Essas perguntas devem ser lembradas neste momento. Pois a adesão pontual do povo … Continue lendo »
Previdência e retirada de direitos

Previdência e retirada de direitos

IVAN VALENTE – O governo ilegítimo e impopular de Michel Temer (PMDB) afirma que remédios amargos são necessários para estancar o deficit público. Pretende, assim, fazer com que o povo aceite reformas que liquidam direitos, como a previdenciária e trabalhista. É com indignação, porém, que a esmagadora maioria da população rejeita tais mudanças, como demonstraram … Continue lendo »