Tempos estranhos

Tempos estranhos

LIRA NETO – Cena 1: Um batalhão de soldados aparelhados de fuzis investe contra a multidão, deixando atrás de si um rastro de destruição e brutalidade. As paredes das habitações coletivas são demolidas com violência, embora lá dentro ainda existam moradores que não tiveram para onde ir nem oportunidade de correr. Em meio aos estampidos, … Continue lendo »
Brasília em chamas: diretas e violência

Brasília em chamas: diretas e violência

Alessandra Orofino – Não gosto de manifestações violentas. Por uma série de razões. Primeiro, porque são excludentes –há uma série de pesquisas que mostram que ondas de protesto têm muito mais chance de ganhar escala se forem pacíficas, sobretudo entre cidadãos mais velhos, adolescentes e mulheres. Segundo, porque o emprego da violência gera, de fato, … Continue lendo »