O mal-estar da globalização

O mal-estar da globalização

José Antonio Segatto – Criou-se um mercado mundial de produtos, capitais e mão de obra, não o cidadão do mundo. Nos anos 80 do século 20 foi desencadeado um complexo e diversificado processo transformador que culminou com o ingresso do capitalismo numa nova fase, a globalização, expressa em mudanças como a reestruturação produtiva, a financeirização … Continue lendo »
“Ler Marx hoje faz todo o sentido”

“Ler Marx hoje faz todo o sentido”

Alexandra Prado Coelho – Na crise do mercado imobiliário de 2007-2008 nos EUA, a melhor solução teria sido dar o dinheiro às pessoas para elas pagarem as suas dívidas aos bancos e ficarem com as casas, em vez de o dar aos bancos, que “só se salvaram a eles próprios”, defende o geógrafo marxista David Harvey. … Continue lendo »
O desperdício da conciliação judicial em conflitos sobre terra

O desperdício da conciliação judicial em conflitos sobre terra

Jacques Távora Alfonsin – Enquanto a concentração da terra em poucas mãos não conhecer limite, não haverá limite também para o aumento dos conflitos sobre terra. O número crescente de conflitos sobre posse de terra, em todo o Brasil, seja no meio urbano, seja no meio rural, já demonstrou claramente a inconveniência de ser resolvido por … Continue lendo »
Atentados diminuem chance de integração dos muçulmanos

Atentados diminuem chance de integração dos muçulmanos

CONTARDO CALLIGARIS – O que sabemos do homem tunisiano que, em Nice, atropelou dezenas de pessoas? Era residente francês, trabalhava como entregador, tinha três filhos e um passado de violência doméstica; a mulher estava se separando dele. Os pais, na Tunísia, dizem que ele sofria de um transtorno mental e mostram uma receita (não sei … Continue lendo »
Brazil, capital Dallas: o país de Temer e Serra

Brazil, capital Dallas: o país de Temer e Serra

Saul Leblon – Quem precisa de projeto de desenvolvimento é o povo; a plutocracia já tem o seu: a taxa de juro mais elevada do mundo. Negros desarmados mortos por policiais brancos compõem um postal da identidade norte-americana. Explosões de protestos contra a violência policial, como as deste final de semana, depois que dois negros … Continue lendo »
Autoimperialista, o Brasil volta-se contra o próprio Brasil

Autoimperialista, o Brasil volta-se contra o próprio Brasil

Laura Carvalho  – No artigo “Escracho, publicado em 26/7 nesta Folha, a jornalista Eleonora de Lucena alertou-nos de forma brilhante para o “tiro no pé” da elite brasileira, que hoje “abandona qualquer esboço de projeto de país”. Eventos recentes parecem remeter-nos a uma sina nacional. Em livro recém-publicado, Benjamin Moser já observava que “o imperialismo … Continue lendo »
Petróleo, interesses americanos e o golpe na Turquia

Petróleo, interesses americanos e o golpe na Turquia

Diego Fernando Machado Garcia – A perspectiva do petróleo é ignorada pela mídia nacional e nós da América Latina não podemos ficar assistindo como as outras nações são invadidas. Os recentes acontecimentos envolvendo uma suposta tentativa de golpe na Turquia não podem ser vistos isoladamente.  É preciso ter em conta todo o relevante quadro circunstancial … Continue lendo »
Qual a herança da Revolução Francesa?

Qual a herança da Revolução Francesa?

LINCOLN SECCO – A Revolução Francesa finalmente acabou. Ao menos para os intelectuais e políticos (socialistas ou conservadores) que outrora a invocavam no hexágono francês em nome da République. Já faz algum tempo, é verdade. Em 1889 a burguesia francesa se deixou liderar por uma ala republicana, particularmente depois da aventura do ex-ministro da Guerra General … Continue lendo »
‘Temos que lutar por uma sociedade que priorize viver e não trabalhar’, diz Mujica no Paraná

‘Temos que lutar por uma sociedade que priorize viver e não trabalhar’, diz Mujica no Paraná

Redação – O ex-presidente e atual senador uruguaio José “Pepe” Mujica participou nesta quarta-feira (27) do seminário Democracia na América Latina, promovido pelo Laboratório de Cultura Digital da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. Na ocasião, Mujica defendeu uma mudança na cultura para que a democracia vá além de discussão sobre gerar empregos, crescimento econômico e … Continue lendo »
Polônia, a viagem mais difícil de Francisco

Polônia, a viagem mais difícil de Francisco

Alberto Melloni – O coração doente da Europa doente espera ser curado: não por um homem santo ou pela experiência de massa, mas por um “exorcismo consolador” que liberte a Igreja e a Europa do demônio que lhe faz ver os refugiados que fogem da guerra, e não a guerra, como um problema; que lhe impede … Continue lendo »