Pensando a longo prazo – V

Pensando a longo prazo – V

WLADIMIR POMAR – Na discussão crítica de A Tolice da Inteligência Brasileira, vamos deixar momentaneamente de lado a suposição de que o esquema “culturalista”, utilizado para explicar as “sociedades periféricas”, teria se tornado “dominante” no Brasil desde os anos 1930, com Casa Grande e Senzala, de Gilberto Freyre, reforçada no tempo pelas obras de Sérgio Buarque … Continue lendo »
Pensando a longo prazo – IV

Pensando a longo prazo – IV

WLADIMIR POMAR – A Tolice da Inteligência Brasileira reitera, em seus capítulos finais, que “os conflitos reais que racham a sociedade contemporânea brasileira” têm por base “a contradição das classes sociais” em relação aos projetos de construção de uma “sociedade para 20%” ou de “um Brasil para a maioria da população”. Ainda segundo ele, a “última … Continue lendo »
Pensando a longo prazo – III

Pensando a longo prazo – III

WLADIMIR POMAR – Voltando ao aparato fabuloso chamado Estado, que Jessé procura defender dos “patrimonialistas” e “culturalistas”, é bom lembrar que ele tem sido usado, na formação econômica e social capitalista, para diferentes funções “salvadoras” do próprio capitalismo. Primeiro, contra a luta de classes que ameaça substituí-la por outra. Depois, apesar do nariz torcido de … Continue lendo »
Pensando a longo prazo – II

Pensando a longo prazo – II

WLADIMIR POMAR – Continuando no debate sobre o interessante A Tolice da Inteligência Brasileira, vale a pena entrar mais fundo na questão do Estado. A incompreensão sobre esse instrumento de poder é recorrente na sociedade brasileira, inclusive em sua “inteligência”. E ele se torna de indispensável discussão neste momento em que grande parte desse aparato … Continue lendo »
Pensando a longo prazo

Pensando a longo prazo

WLADIMIR POMAR – Por uma dessas coincidências que a razão desconheça, o sociólogo Jessé Souza decidiu lançar seu livro A Tolice da Inteligência Brasileira quase no momento em que a maioria do Congresso Nacional deu uma demonstração inequívoca do nível cultural predominante na elite política brasileira. Elite que tem, ou deveria ter, como pressuposto aquilo … Continue lendo »
O TORPOR DO CAPITALISMO

O TORPOR DO CAPITALISMO

ROBERT KURZ – Chega ao fim o mito da expansão ilimitada do mercado Há uma concepção ingênua, porém sensata, sobre a produtividade: quanto mais ela cresce, assim pensa o bom raciocínio humano, mais alívio traz à vida em comum. A maior produtividade permite mais bens com menos trabalho. Não é maravilhoso? Em nossa época, no entanto, … Continue lendo »
Direita avança na Europa: as forças mais populares

Direita avança na Europa: as forças mais populares

PASCAL GUYOT – A Sputnik lista os principais partidos de direita em diferentes países europeus que podem participar na resolução dos problemas comuns de toda a Europa. A situação na Europa se agrava cada vez mais. O problema dos refugiados e imigrantes que chegam à Europa e que se envolvem em crimes ainda não está resolvido. … Continue lendo »
O número de partidos políticos no Brasil e no mundo

O número de partidos políticos no Brasil e no mundo

Rodolfo Almeida, Daniel Mariani e Beatriz Demasi – Fragmentação partidária varia de país para país. Brasil atualmente tem 35 partidos, 28 deles com representantes eleitos na Câmara dos Deputados *Observações: Os partidos foram representados com suas siglas atuais. Foi considerada a composição das bancadas na última eleição. O tamanho dos partidos é proporcional aos partidos de … Continue lendo »