Três projetos de país em disputa e as incertezas da governabilidade

Três projetos de país em disputa e as incertezas da governabilidade

Patricia Fachin – Uma questão particular a ser analisada no debate eleitoral e após a eleição presidencial é como se dará a governabilidade a partir de 2019, adverte o economista Guilherme Delgado à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por telefone. Segundo ele, diante da fragmentação das campanhas neste ano, “a governabilidade, na perspectiva de dar soluções estruturais aos problemas legados por uma crise profunda de … Continue lendo »
O Brexit brasileiro

O Brexit brasileiro

Astrid Prange de Oliveira – O Brasil não é o primeiro país onde ‘fake news’ desafiam a democracia. Mas pode ser o primeiro onde as instituições democráticas têm a chance de enfrentá-las de forma contundente. Caros Brasileiros, O que é pior para o Brasil: a vitória de Haddad no segundo turno, com um possível quebra-quebra … Continue lendo »
A ditadura despertada

A ditadura despertada

MARCIO SOTELO FELIPPE – Quando se diz ‘movimento’ em vez de ‘ditadura’, o passado real torna-se outro. O ministro Dias Toffoli, presidente do STF, chamou um general para sua assessoria. O fato inusitado e difícil de compreender pode ter ganho luz pouco tempo depois. Em palestra na Faculdade de Direito da USP, justamente em evento que … Continue lendo »
Os ricos, os pobres e os precariados: os 3 tipos de eleitores de Bolsonaro

Os ricos, os pobres e os precariados: os 3 tipos de eleitores de Bolsonaro

Rosana Pinheiro-Machado – Uma possibilidade de lidar com o atual cenário político é partir do princípio de que metade da população é composta por fascistas, ignorantes – ou ambos. Sendo assim, podemos jogar a toalha e repetir que cada povo tem o governante que merece. Outra possibilidade, que me parece mais interessante, é diferenciar esse espectro … Continue lendo »
Censura nas universidades: Não esperaram nem o corpo da democracia esfriar

Censura nas universidades: Não esperaram nem o corpo da democracia esfriar

Leonardo Sakamoto – A Justiça Eleitoral obrigou a Universidade Federal Fluminense a retirar uma faixa que dizia ”UFF Antifascista” da fachada de sua Faculdade de Direito, sob pena de prisão de seu diretor. A juíza Maria Aparecida da Costa Bastos entendeu que isso representava propaganda negativa para Jair Bolsonaro e impôs a censura. Fiscais eleitorais teriam encontrado, … Continue lendo »
O ódio saiu do armário

O ódio saiu do armário

Ricardo Machado – ”O que temos vivido há anos é um processo de normalização do ódio político”, aponta, sem mais delongas, Adriano Pilatti em entrevista. O que temos vivido há anos é um processo de normalização do ódio político”, aponta, sem mais delongas, Adriano Pilatti em entrevista por e-mail à IHU On-Line. “O que está em erupção hoje é … Continue lendo »
Eleições 2018: liberalismo autoritário e o fim do futuro

Eleições 2018: liberalismo autoritário e o fim do futuro

DIEGO TAVARES – A conjuntura aponta para uma unidade prática entre as expressões políticas e eleitorais da direita: o autoritarismo. Liberalismo e autoritarismo O neoliberalismo leva ao fim do futuro e a necessidade de gerenciamento de uma crise social crônica. Nas últimas décadas pensou-se que o liberalismo econômico estaria inevitavelmente associado ao liberalismo político e … Continue lendo »
Votar como Ulysses, ou contra Ulysses

Votar como Ulysses, ou contra Ulysses

Celso Rocha de Barros – Bolsonaro representa facção das Forças Armadas que ganhou poder com a tortura Jair Bolsonaro não representa o regime de 64. Representa sua dissidência extremista, que revoltou-se contra a abertura de Geisel. O ídolo de Bolsonaro não é o moderado Castelo Branco, que provavelmente gostaria mesmo de ter restaurado a democracia. Não é o Geisel, que matou gente, … Continue lendo »
Eleições Brasileiras: de susto, de bala ou vício

Eleições Brasileiras: de susto, de bala ou vício

Dóris Castro e Ana Araújo – Pouca gente imaginava que a manifestação das mulheres brasileiras no sábado passado fosse tão avassaladora. Meio milhão de pessoas (ou bem mais?) inundaram ruas e cidades de norte a sul do país. Nenhuma cidade importante ficou fora. Por algumas horas o Brasil ficou bonito. Alegre, colorido, inteligente. Com seu incisivo … Continue lendo »
Mentiras cavalares e militares

Mentiras cavalares e militares

Mario Sergio Conti – O Brasil na onda da ciberintoxicação e da contrainsurgência permanente. O mundo se curva diante do Brasil. De novo, não foi na Copa. Tal como nos Estados Unidos, na Hungria, na Turquia e nas Filipinas, o apelo à autoridade e ao obscurantismo dá o tom na política. Um tom de ordem … Continue lendo »