Anticapitalismo, agora contra as mega-corporações

Anticapitalismo, agora contra as mega-corporações

Brid Brennan e Gonzalo Berrón – Cresce, entre ativistas de todo o mundo, ideia de que não basta denunciar governos. Transnacionais são o centro do ataque aos direitos. É preciso enfrentá-las Os efeitos da atual crise do capitalismo tornaram-se mais manifestos globalmente em 2016, provocando inesperadas reviravoltas políticas. Contudo, as pessoas mais severamente atingidas pela atual … Continue lendo »
1917-2017: da luz para as sombras

1917-2017: da luz para as sombras

Mário Maestri – Pe­tro­grado, 8 de ou­tubro, 1917. A no­tícia per­correu o mundo, en­chendo mi­lhões de seres hu­manos de es­pe­rança. Os tra­ba­lha­dores ha­viam to­mado o poder na ca­pital po­lí­tica da Rússia. A chama bru­xu­le­ante que tre­mu­lara por se­manas em Paris, em 1871, in­cen­diava as ci­dades e os campos sem fim do an­tigo im­pério dos czares. … Continue lendo »
Quando todos os europeus eram negros

Quando todos os europeus eram negros

NUÑO DOMÍNGUEZ – Maior estudo genético de europeus da pré-história revela um passado complexo e violento no qual populações inteiras foram forçadas a emigrar ou desaparecer para sempre O estudo genético de restos mortais de europeus que morreram há milhares de anos, abriu uma janela única para a pré-história do continente. O trabalho abrange grande … Continue lendo »
Uma tarde com Julian Assange, o hacker que tirou o sono do governo americano

Uma tarde com Julian Assange, o hacker que tirou o sono do governo americano

Fernando Morais – Veja a íntegra da entrevista exclusiva concedida por Julian Assange ao editor do Nocaute, Fernando Morais Foi quase um ano de espera. Desde o começo de 2016 amigos europeus e latino-americanos tentavam me ajudar a conseguir uma entrevista jornalística com o cyber ativista australiano Julian Assange, exilado desde 2012 na elegante e … Continue lendo »
Com o roubo de terras legalizado, anexação avança

Com o roubo de terras legalizado, anexação avança

Luiz Eça – Quando Ne­tanyahu anun­ciou a cons­trução de mais 6.000 as­sen­ta­mentos os che­fões da ex­trema-di­reita re­cla­maram. Que­riam que o pre­mier apro­vei­tasse as de­cla­ra­ções de amor de Trump para uma ex­pansão mais ma­ciça, ci­cló­pica. A res­posta chegou em questão de dias. O Knesset (câ­mara fe­deral), es­ti­mu­lado pelo go­verno, aprovou, por 60 a 52 votos, uma lei … Continue lendo »
“O Sahel concentra todas as crises do mundo”

“O Sahel concentra todas as crises do mundo”

Barbara Reis – Sahel sig­ni­fica “fron­teira” e na África ganha a forma de gi­gan­tesco cin­turão de aridez, onde cabem 22 países. Sinô­nimo de so­fri­mento pro­lon­gado, o Sahel é mar­cado pela seca, pela crô­nica falta de ali­mentos, por guerras e con­flitos an­ces­trais. Para com­plicar, com a crise líbia, o de­serto do Saara passou a es­conder ter­ro­ristas … Continue lendo »
“Na Finlândia é mais difícil entrar no curso para professores do que em Direito ou Medicina”

“Na Finlândia é mais difícil entrar no curso para professores do que em Direito ou Medicina”

ISABEL LEIRIA – Jari Lavonen, diretor do departamento de formação de professores da Universidade de Helsínquia, esteve em Lisboa na semana passada. Encontrou-se com deputados da comissão parlamentar de Educação, visitou a Escola Superior de Educação João de Deus e apresentou algumas das razões do sucesso finlandês. Mas acredita que também o seu país tem … Continue lendo »
França: eleição dramática, decisiva e imprevisível

França: eleição dramática, decisiva e imprevisível

Immanuel Wallerstein  – Benoit Hamon, o candidato mais surpreendente: ele disputou as primárias socialistas renegando políticas neoliberais do partido e propondo, como bandeira central, a renda básica da cidadania Tendência anti-Establishment sacudiu tabuleiro que parecia definido. Cinco candidatos têm chances reais. Eventual vitória de uma esquerda renovada pode ter enorme repercussão global Há um ano, … Continue lendo »
Há um método na loucura de Trump

Há um método na loucura de Trump

Luiz Eça – Pa­ra­fra­se­ando Sha­kes­peare, (in Hamlet), penso que há algo cui­da­do­sa­mente tra­mado por trás das ações apa­ren­te­mente de­sa­ti­nadas do novo pre­si­dente dos EUA. Certo que ele se com­porta como um ele­fante numa loja de cris­tais, hor­ro­ri­zando e ate­mo­ri­zando as pes­soas ci­vi­li­zadas, as na­ções pouco ami­gá­veis e até mesmo al­gumas tra­di­ci­o­nal­mente fiéis aos co­mandos de … Continue lendo »