Deixar em ruínas

Deixar em ruínas

Vladimir Safatle – O país está queimando enquanto nossos bancos batem recordes obscenos. Dificilmente alguém conseguiu sintetizar de forma tão precisa a atitude a tomar diante da destruição do Museu Nacional como o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro. Segundo ele, as ruínas do museu deveriam ser deixadas como estão, a destruição deveria ser eternamente lembrada. Nada deveria … Continue lendo »
Reduto de estética duvidosa, Jardins são anomalia urbana

Reduto de estética duvidosa, Jardins são anomalia urbana

Francesco Perrotta-Bosch – Adensamento populacional poderia levar a melhoras no bairro paulistano. Os Jardins, bairro de casarões e vias arborizadas, na zona oeste de São Paulo Achar normal que a maior parte do espaço entre as avenidas Paulista e Faria Lima seja ocupado só por casas grandes é um dos aspectos mais sui generis dos paulistanos. … Continue lendo »
O ‘pior campo de refugiados do mundo’, onde até crianças tentam o suicídio

O ‘pior campo de refugiados do mundo’, onde até crianças tentam o suicídio

Catrin Nye – A vida no ‘pior campo de refugiados do mundo’. No campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos, a violência é mortal. A organização humanitária Médicos Sem Fronteiras diz que a situação está tão crítica que até crianças de dez anos tentaram suicídio. O abrigo está superlotado e enfrenta condições sanitárias … Continue lendo »
Qual é o real poderio militar da Rússia?

Qual é o real poderio militar da Rússia?

Deutsche Welle — Moscou se destaca com seu arsenal nuclear e número de tanques, mas fica atrás de outras potências quando se trata de tecnologia militar. O legado da União Soviética ainda está muito presente no Exército russo moderno Os Estados Unidos, a Rússia e a China são considerados os países mais fortes do mundo quando se trata … Continue lendo »
‘Como defender meritocracia quando Brasil é o país que menos taxa herança?’, diz discípulo de Piketty

‘Como defender meritocracia quando Brasil é o país que menos taxa herança?’, diz discípulo de Piketty

Fernanda Odilla, Nathalia Passarinho e Luís Barrucho – taxação de heranças é fundamental para definir o nível de desigualdade de uma sociedade. ‘Como é possível defender a narrativa de meritocracia quando o Brasil é o país que menos taxa herança?’ A provocação é do economista irlandês Marc Morgan Milá. Nos últimos anos, ele vem investigando dados … Continue lendo »
“Em Israel, cresce um racismo próximo do nazismo em seus primórdios”

“Em Israel, cresce um racismo próximo do nazismo em seus primórdios”

Zeev Sternhell – Hoje, a esquerda já não é capaz de fazer frente a um nacionalismo que, em sua versão europeia, bem mais extrema que a nossa, havia quase conseguido aniquilar os judeus da Europa. Fica claro como cresce, sob nossos olhos, não um mero fascismo local, mas um racismo próximo ao nazismo em seus primórdios. … Continue lendo »
Disputa por liderança global obriga os EUA a se defenderem da China

Disputa por liderança global obriga os EUA a se defenderem da China

Carlos Drummond – Escalada protecionista já ameaça o PIB global. Plano chinês para o primeiro lugar em inovação conta com crédito barato abundante, impensável no Ocidente. Uma semana em Shenzen, o ‘Vale do Silício do hardware’, dizem empresários, equivale a um mês na Califórnia A escalada protecionista ameaça o PIB global, segundo alertou, no domingo 22, o … Continue lendo »
Desigualdade, vitalidade e decadência: o que aconteceu com o centro de SP

Desigualdade, vitalidade e decadência: o que aconteceu com o centro de SP

André de Oliveira – Urbanistas analisam processo histórico que fez com que, a partir de 1960, centro fosse esvaziado. Foram necessários apenas 50 anos para que o edifício em vidro e aço Wilton Paes de Almeida, em São Paulo, fosse inaugurado, abandonado, ocupado e, por fim, desmoronasse depois de um incêndio de grandes proporções que … Continue lendo »