Eurásia, o pesadelo que atormenta Washington

Eurásia, o pesadelo que atormenta Washington

Pepe Escobar – Como a China aproveita-se da obsessão militarista dos EUA para propor, em alternativa, uma integração baseada em ferrovias de alta velocidade, gasodutos, portos e redes de fibra ótica Há quase seis anos, o presidente Putin propôs à Alemanha “a criação de uma comunidade econômica harmoniosa que se estenda de Lisboa a Vladivostok.” A ideia … Continue lendo »
Os 10 pontos que explicam o Novo Sistema Mundial

Os 10 pontos que explicam o Novo Sistema Mundial

Ignacio Ramonet – Precisamos tomar consciência das rápidas evoluções em curso e refletir sobre a possibilidade de que cada um de nós pode intervir de alguma forma. Como é o Novo Sistema Mundial? Quais são suas principais características? Que dinâmicas estão determinando o funcionamento real do nosso planeta? Que características dominarão os próximos 15 anos, … Continue lendo »
Já há 20 milhões de iemenitas a passar fome

Já há 20 milhões de iemenitas a passar fome

(Dossiê Iêmen) SOFIA LORENA – John Kerry está a tentar negociar uma “pausa humanitária” no conflito. Não chega, dizem 22 ONG que tentam manter as suas missões no Iémen. Antes de as bombas sauditas começarem a cair, a 26 de Março, introduzindo um novo elemento na guerra civil que se alastrara a grande parte do país, já … Continue lendo »
A financeirização da moradia no Brasil: cidade como direito ou mercadoria?

A financeirização da moradia no Brasil: cidade como direito ou mercadoria?

Thêmis Amorim Aragão – Seguindo a tendência internacional, o setor construtivo brasileiro tem promovido uma progressiva financeirização do mercado imobiliário, não somente no que tange ao consumo (mercado de imóveis e mercado de crédito), mas também à produção, a partir da abertura de capital das principais empresas construtoras nacionais. Em um mundo pós-guerra fria, a … Continue lendo »
Cidades: assim se privatizou o Porto Maravilha

Cidades: assim se privatizou o Porto Maravilha

Adriano Belisário – História de um retrocesso emblemático: área degradada do centro do Rio, que seria recuperada com moradias e espaços públicos, foi entregue à especulação. Como mega-empresas obtiveram dos governos a rendição total img src=”http://outraspalavras.net/outrasmidias/wp-content/uploads/2016/08/160818-PortoMaravilha-485×302.jpg” alt=”160818-PortoMaravilha” /> O Porto Maravilha, na versão atual. Espaços residenciais (em vermelho) ocupam áreas mínimas, se comparadas às comerciais (azuis). … Continue lendo »
“Moradia se tornou sinônimo de mercadoria”, diz a ex-relatora da ONU Raquel Rolnik

“Moradia se tornou sinônimo de mercadoria”, diz a ex-relatora da ONU Raquel Rolnik

Camilla Hoshino e Thiago Hoshino – Em entrevista, a arquiteta fala sobre financeirização das políticas habitacionais em diversas partes do mundo Raquel Rolnik esteve em Curitiba para o lançamento de seu livro “Guerra dos Lugares” e participou do Circo da Democracia “A mudança de paradigma é que a moradia se transformou em um setor econômico, … Continue lendo »