Assassinos da SS com doutorado

Assassinos da SS com doutorado

JACINTO ANTÓN – Em estudo monumental, historiador francês Christian Ingrao ressalta o papel decisivo dos intelectuais na elite da Ordem Negra de Himmler A imagem que se tem popularmente de um oficial da SS é a de um indivíduo cruel, chegando ao sadismo, corrupto, cínico, arrogante, oportunista e não muito culto. Alguém que inspira (além de medo) … Continue lendo »
Novas ferramentas, velhas metodologias

Novas ferramentas, velhas metodologias

PATRÍCIA LAURETTI  – Antigas práticas de ensino são barreiras para novos recursos tecnológicos As tecnologias podem ser novas, mas, de que adianta, se a escola é a mesma? E, principalmente, de que adianta, se a maneira como são usados os recursos digitais, reforça o modo tradicional de funcionamento das instituições? A reflexão está na tese … Continue lendo »
O totalitarismo primitivo da Escola Sem Partido

O totalitarismo primitivo da Escola Sem Partido

Cynara Menezes – Delação de professores. Interrogatórios. Caça às bruxas. Imposição de “verdades” oficiais nos EUA, durante período macarthista, revela os riscos que Brasil agora corre Há uma história pouco contada dentro da histeria anticomunista que tomou conta dos Estados Unidos entre 1947 e 1956, a chamada “caça às bruxas” ou macarthismo: a perseguição, pelo senador Joseph … Continue lendo »
Dia do “se nada der certo” acende debate sobre meritocracia e privilégio

Dia do “se nada der certo” acende debate sobre meritocracia e privilégio

Fernanda Valente – Para alguns alunos da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH), no Rio Grande do Sul, vendedores ambulantes, faxineiros, garis, empregados domésticos, agricultores e cozinheiros são profissões consideradas de pessoas “fracassadas”. No último 17 de maio, uma festa do 3º ano do ensino médio propôs aos alunos, que estavam se preparando para o vestibular, que participassem de uma … Continue lendo »
Pais tentam proteger os filhos, mas as decepções fazem parte da vida

Pais tentam proteger os filhos, mas as decepções fazem parte da vida

Rosely Sayão – Fico impressionada quando percebo como é grande o número de pais que se preocupam em evitar que o filho experimente frustrações na vida e que consideram que passar por essa experiência pode prejudicar o desenvolvimento da criança. Nesta semana, uma mãe me disse que está procurando professores particulares para acompanhar seu filho … Continue lendo »
“Lei de combate ao bullying precisa vir acompanhada de educação digital”

“Lei de combate ao bullying precisa vir acompanhada de educação digital”

Gabriel Brito – A ad­vo­gada e es­pe­ci­a­lista em Di­reito Di­gital Ana Paula Si­queira Laz­za­reschi acabou de lançar uma ino­va­dora obra ju­rí­dico-li­te­rária a res­peito do bullying, questão que ator­menta boa parte da in­fância e ju­ven­tude bra­si­leira. Em en­tre­vista ao Cor­reio, ela co­menta seu livro e também a lei 13.185, que versa sobre esse tipo de as­sédio. … Continue lendo »
O que o jogo da Baleia Azul nos ensina

O que o jogo da Baleia Azul nos ensina

Rosely Sayão – As notícias sobre o jogo da Baleia Azul provocaram diferentes reações na sociedade. Primeiramente, elas colocaram na ordem do dia as reflexões e os debates a respeito do suicídio. Sabemos que o índice de suicídio vem crescendo no mundo todo, em todas as faixas etárias, em especial entre os jovens e adolescentes. … Continue lendo »
No Brasil, 44% dos estudantes de 15 e 16 anos trabalham, mostra ranking

No Brasil, 44% dos estudantes de 15 e 16 anos trabalham, mostra ranking

Ana Carla Bermúdez – Dados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) divulgados nesta quarta (19) mostram que o Brasil é um dos seis países com maior taxa de jovens estudantes entre 15 e 16 anos no mercado de trabalho. Segundo o levantamento da OCDE (Organização para Cooperação de Desenvolvimento Econômico), 43,7% dos jovens … Continue lendo »
Bem-vindo à escola do século 19

Bem-vindo à escola do século 19

George Monbiot – O mundo precisa, cada vez mais, de gente criativa, crítica, colaboradora. Mas o sistema de ensino continua a estimular a repetição, a disputa, a hierarquia. Por que? Quais as saídas? No futuro, se você quiser um emprego deve diferenciar-se o mais possível de uma máquina: ser criativo, crítico e capaz de bons relacionamentos … Continue lendo »