Por trás de Doria, o controvertido Washington Cinel

Por trás de Doria, o controvertido Washington Cinel

Luis Nassif – Como um empresário associado ao novo prefeito de S.Paulo firmou contratos multimilionários de terceirização com o governo Alckmin. As relações com Capez, acusado na Máfia da Merenda. O estranho convite a Sérgio Moro Não foi uma simples derrota do PT, a de Fernando Haddad não indo sequer para o segundo turno das eleições … Continue lendo »
A PEC do Teto (241/2016) – como ficará?

A PEC do Teto (241/2016) – como ficará?

GUILHERME C. DELGADO – Escrevo um dia depois da aprovação da PEC 241/2016 pela Câmara Federal (em primeiro turno). Do texto inicial, oriundo do Poder Executivo, praticamente nada mudou de essencial, exceto pequenos ajustes para os orçamentos de Saúde e Educação, cuja regra atual ainda valeria até 2017. Haverá ainda um segundo turno de votação … Continue lendo »
Junta financeira comanda o Brasil e impõe ditames a toque de caixa

Junta financeira comanda o Brasil e impõe ditames a toque de caixa

Vladimir Safatle – Semana passada, o dito “governo” resolveu apresentar à população seu plano de emergência econômica diante da propalada crise. Conhecido como PEC 241, o plano visa congelar os investimentos estatais nos próximos 20 anos, permitindo que eles sejam, no máximo, reajustados pela inflação do período. Isso significa, entre outras coisas, que o nível … Continue lendo »
Quanto Donald Trump paga em impostos? Talvez nada

Quanto Donald Trump paga em impostos? Talvez nada

James B. Stewart – Mitt Romney foi massacrado durante a campanha presidencial de 2012 por pagar US$ 4,9 milhões em imposto de renda federal, ou uma média de apenas 14% de sua renda bruta corrigida, nos dois anos de suas declarações divulgadas. Mas ninguém deveria ficar surpreso se Donald Trump pagou ainda menos, talvez até … Continue lendo »
A quem serve o Banco Central?

A quem serve o Banco Central?

Paulo Kliass – Para o BC recuperar suas funções de agente democrático, é necessário amortecer a rigidez da política monetária e buscar metas de crescimento econômico. A literatura é vasta em retratar e discutir o funcionamento das agências reguladoras em sua missão institucional no mundo contemporâneo. Esse modelo de organização das novas funções do Estado … Continue lendo »
71 mil brasileiros concentram 22% de toda riqueza; veja dados da Receita

71 mil brasileiros concentram 22% de toda riqueza; veja dados da Receita

Darlan Alvarenga – Esta elite representa 0,3% dos declarantes do imposto de renda em 2013. Nº refere-se a pessoas com renda mensal superior a 160 salários mínimos. Que o Brasil é um país desigual estamos cansados de ouvir. Dados das declarações de imposto de renda divulgados neste mês pela Receita Federal ajudam a conhecer melhor a distribuição … Continue lendo »
A brutal desigualdade brasileira, em novos dados

A brutal desigualdade brasileira, em novos dados

Róber Iturriet Avila e João Batista Santos Conceição – Gravíssimo: maiores isenções de impostos beneficiam os 0,01% mais ricos, que têm patrimônio médio de R$ 40 milhões. Tributá-los em 20% dobraria arrecadação do Imposto de Renda A ampliação da transparência das declarações de imposto de renda à Receita Federal do Brasil facilitou a mensuração das disparidades … Continue lendo »
Uma crítica aos pressupostos do ajuste econômico

Uma crítica aos pressupostos do ajuste econômico

PEDRO PAULO ZAHLUTH BASTOS e LUIZ GONZAGA BELLUZZO – Autores repelem argumentos de economistas clássicos acerca do papel da austeridade na redução da relação dívida/PIB e na retomada do crescimento. O texto critica a proposta de teto para gastos públicos, que adiaria o reencontro do país com a prosperidade. * Fomos honrados pela citação de nosso artigo … Continue lendo »
Injustiça fiscal à brasileira: eis o gráfico da desigualdade

Injustiça fiscal à brasileira: eis o gráfico da desigualdade

Róber Iturriet Avila e João Santos Conceição – História de uma reviravolta: como os mais ricos, que um dia foram obrigados a contribuir efetivamente com serviços públicos, livraram-se pouco a pouco, a partir da ditadura Desde as primeiras sistematizações mais acuradas sobre o funcionamento da economia, ainda no século XVIII, preconiza-se que os tributos devem ser … Continue lendo »