Deutsche Bank: pivô de mais uma crise financeira?

Deutsche Bank: pivô de mais uma crise financeira?

Ranulfo Paiva Sobrinho e Junior Ruiz Garcia – Por que eventual colapso do  banco alemão poderia provocar novo repique da crise global aberta em 2008. O que este declínio revela sobre entranhas do sistema financeiro internacional Estamos próximos a mais um desdobramento da crise financeira mundial iniciada em 2007. Desta vez, um dos potenciais estopins é o … Continue lendo »
A crise do Brasil capitalista é maior do que a “guinada à direita”

A crise do Brasil capitalista é maior do que a “guinada à direita”

OSVALDO COGGIOLA – Em agosto-setembro de 2016, tivemos o impeachment da presidente Dilma Rousseff, baseado em argumentos jurídicos e políticos que, se levados ao pé da letra e aplicados rigorosamente, derrubariam todos os governos estaduais do país (1). O chefão do Bank of America Merrill Lynch (BofA) não se fez de rogado para declarar noday after … Continue lendo »
Boa noite, Cinderela

Boa noite, Cinderela

Ladislau Dowbor – Fraudes. Propinas para políticos. Manipulações. Um estudo devastador sobre o sistema financeiro revela como, por trás dos anúncios cheios de pessoas felizes, os bancos sugam a riqueza social Às vezes precisamos de um espelho. Com o grau de deformação ideológica dos argumentos quando se trata da realidade brasileira, é bom dar uma olhada … Continue lendo »
Sete teses sobre o desmonte da Previdência Social

Sete teses sobre o desmonte da Previdência Social

Ceci Juruá – Se não houver interrupção desta trajetória perversa, serão multiplicados os déficits reais e imaginários tanto na Seguridade quanto da Previdência Social. 1-A partir de 1998,  foi desmontada a integração financeira entre Previdência e Seguridade Social. Ao longo dos governos tucanos, na década de 1990 e seguinte, Executivo e Legislativo promoveram medidas sucessivas … Continue lendo »
“Não acredito que Temer e Macri vão ficar no poder por muito tempo”

“Não acredito que Temer e Macri vão ficar no poder por muito tempo”

Miguel Martins — David Harvey lamenta o recrudescimento conservador no Brasil e no mundo, mas confia que a força do neoliberalismo é passageira “No Brasil, há a ascensão oportunista de uma direita neoliberal que se aproveita de um poder efêmero” Como marxista, o geógrafo britânico David Harvey procura nas contradições do presente uma inspiração para o … Continue lendo »
‘Bolsa Empresário’ resiste a ajuste no governo Temer e deve custar R$ 224 bi

‘Bolsa Empresário’ resiste a ajuste no governo Temer e deve custar R$ 224 bi

RAQUEL LANDIM – Programas que oferecem subsídios financeiros e desonerações tributárias para o setor produtivo, conhecidos como Bolsa Empresário, foram preservados das medidas tomadas pelo presidente Michel Temer para ajustar as contas do governo e devem custar R$ 224 bilhões no próximo ano, ou 3,4% do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Análise feita pela Folha … Continue lendo »
Por trás de Doria, o controvertido Washington Cinel

Por trás de Doria, o controvertido Washington Cinel

Luis Nassif – Como um empresário associado ao novo prefeito de S.Paulo firmou contratos multimilionários de terceirização com o governo Alckmin. As relações com Capez, acusado na Máfia da Merenda. O estranho convite a Sérgio Moro Não foi uma simples derrota do PT, a de Fernando Haddad não indo sequer para o segundo turno das eleições … Continue lendo »
A PEC do Teto (241/2016) – como ficará?

A PEC do Teto (241/2016) – como ficará?

GUILHERME C. DELGADO – Escrevo um dia depois da aprovação da PEC 241/2016 pela Câmara Federal (em primeiro turno). Do texto inicial, oriundo do Poder Executivo, praticamente nada mudou de essencial, exceto pequenos ajustes para os orçamentos de Saúde e Educação, cuja regra atual ainda valeria até 2017. Haverá ainda um segundo turno de votação … Continue lendo »
Junta financeira comanda o Brasil e impõe ditames a toque de caixa

Junta financeira comanda o Brasil e impõe ditames a toque de caixa

Vladimir Safatle – Semana passada, o dito “governo” resolveu apresentar à população seu plano de emergência econômica diante da propalada crise. Conhecido como PEC 241, o plano visa congelar os investimentos estatais nos próximos 20 anos, permitindo que eles sejam, no máximo, reajustados pela inflação do período. Isso significa, entre outras coisas, que o nível … Continue lendo »