O jornalismo insensível e a banalização do desemprego

O jornalismo insensível e a banalização do desemprego

Cristina Fróes de Borja Reis e Fernanda Graziella Cardoso – Que a velha mídia oriente-se pelos dogmas de mercado, já não se estranha. O grotesco é não enxergar o drama humano de 12,3 milhões de pessoas A estatística recém-divulgada da pesquisa PNAD contínua do IBGE é desoladora: 12,3 milhões de pessoas desocupadas no país no último … Continue lendo »
A arte de imbecilizar crianças

A arte de imbecilizar crianças

Christian Dunker – “A arte de perder não é difícil de dominar; há tantas coisas que parecem preenchidas com a intenção de serem perdidas, que a perda delas não é nenhum desastre. Perca algo todos os dias. (…) Então pratique perder melhor, perder mais rápido: lugares e nomes, e até mesmo onde é que você … Continue lendo »
Cuba, Fidel e o dia depois: a possibilidade de uma ilha

Cuba, Fidel e o dia depois: a possibilidade de uma ilha

Pablo Stefanoni – Ne­nhuma re­vo­lução pôde re­criar-se como mito du­rante meio sé­culo. Ne­nhuma, com a ex­ceção da Cu­bana. Cin­quenta anos de­pois do ou­tubro russo, a re­vo­lução havia pas­sado pelo trau­má­tico re­co­nhe­ci­mento do gulag sta­li­nista. Meio sé­culo de­pois da Longa Marcha vi­to­riosa de Mao Ze­dong, o Im­pério do Meio já es­tava tran­si­tando para o “exi­toso” ex­pe­ri­mento de … Continue lendo »
Lições da crise do sindicalismo dos EUA

Lições da crise do sindicalismo dos EUA

Reginaldo Moraes – O que os sindicatos brasileiros podem aprender com seus congêneres norte-americanos sobre a organização do precariado e dos empregados terceirizados Há muitas histórias sobre o sindicalismo norte-americano. Algumas foram até popularizadas em filmes que mostram traços de gangsterismo, penetração da máfia etc. Mesmo quem conhece apenas superficialmente aquele mundo (me incluo neste … Continue lendo »
Como e por que Levy e Meirelles quebraram o Brasil

Como e por que Levy e Meirelles quebraram o Brasil

José Luiz Fevereiro – Na ausência de terremotos, tsunamis ou bombardeios da OTAN, a crise é o desastre ‘natural’ necessário para o desmonte do estado de bem-estar social. Quando Dilma Roussef venceu as eleições em 2014 o Brasil estava às portas de uma recessão. A política de desonerações tributárias acompanhada da redução do investimento público na … Continue lendo »
“Direito à moradia é absoluto na Constituição, o à propriedade não”, diz Erminia Maricato

“Direito à moradia é absoluto na Constituição, o à propriedade não”, diz Erminia Maricato

Manuela Azenha – Urbanista fala de como a influência do capital imobiliário impede a aplicação da legislação e diz o que espera do governo de Michel Temer: a barbárie Para Maricato, o grande nó a ser desfeito na crise urbana que atinge todo o País é a aplicação da função social da propriedade. Foto: Divulgação A … Continue lendo »
Em Davos, o consenso neoliberal fica de pernas para o ar

Em Davos, o consenso neoliberal fica de pernas para o ar

Antonio Luiz M. C. Costa — O Fórum Econômico Mundial assiste, boquiaberto, ao nacionalismo se impor sobre o livre-comércio O projeto de um mercado global sem fronteiras, no qual as transnacionais industriais e financeiras do Ocidente ditariam as regras do comércio em benefício próprio e das grandes potências, enfrentou manifestações de ativistas a partir de 1999 … Continue lendo »
Boaventura de Sousa Santos: mundo caminha para rupturas

Boaventura de Sousa Santos: mundo caminha para rupturas

Sarah Fernandes – A peleja entre ideais democráticos e capitalismo em crise levará a rupturas do calibre das revoluções do século 20. ‘Esperemos que menos violentas’. Pouca gente no planeta observa a geopolítica mundial com a lucidez de Boaventura de Sousa Santos. Catedrático aposentado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Portugal, e professor emérito … Continue lendo »