A verdade da repressão

A verdade da repressão

Antonio Candido – Há mais de cinquenta anos, o crítico literário apoiava-se em Balzac, Kafka e Dostoievski para dizer: a instituição policial “já não tem necessidade de motivos, mas apenas de estímulos” Publicado em “Opinião”, em janeiro de 1972 Balzac, que percebeu tanta coisa, percebeu também qual era o papel que a polícia estava começando … Continue lendo »
O sonho Otomano e a contrarrevolução na Turquia

O sonho Otomano e a contrarrevolução na Turquia

JULIANA SASSI – No último final de semana, as ruas de diversas cidades da Europa, América e do Oriente Médio foram tomadas em um ato internacional de solidariedade aos presos políticos na Turquia e contra o governo autoritário de Erdogan/AKP, que desde a mal explicada tentativa de golpe de estado, em julho, tem intensificado a censura … Continue lendo »
O acerto de contas fascista com a desordem neoliberal

O acerto de contas fascista com a desordem neoliberal

Saul Leblon – O antídoto no Brasil chama-se frente ampla. O fator Trump sugere que o tempo para organizá-la se estreitou. Há menos de cinco meses (23/06), os ingleses decidiram virar as costas à religião dos livres mercados globais. Escolheram o protecionismo, recheado de uma mal disfarçada xenofobia contra imigrantes, como defesa contra o desemprego … Continue lendo »
Um filho não se perde na rua, se perde dentro de casa

Um filho não se perde na rua, se perde dentro de casa

Portal Raízes – É muito comum ouvir que o jovem toma direções erradas na rua, com os amigos, na escola ou nas faculdades. Mas a realidade é que a educação familiar é a que deve prevalecer na formação de cada criança, na formação de cada jovem. A educação familiar educa para a vida, a escola … Continue lendo »
Ódio à inteligência: sobre o anti-intelectualismo

Ódio à inteligência: sobre o anti-intelectualismo

Marcia Tiburi e Rubens Casara – Os preconceitos não são inúteis. Eles tem uma função importantíssima na economia psíquica do preconceituoso. Sem os preconceitos, a vida do preconceituoso seria insuportável. Os preconceitos servem na prática para favorecer uns e desfavorecer outros, para confirmar certezas incontrastáveis, manter a ordem e descontextualizar os fenômenos. São parte fundamental dos … Continue lendo »