“Ricos com influência são os que mais desmatam a Amazônia”

“Ricos com influência são os que mais desmatam a Amazônia”

DW – Referência internacional, pesquisador Paulo Artaxo contesta ideia de que a pobreza é a maior inimiga do meio ambiente e diz ser possível reduzir desmatamento a quase zero gastando pouco: “Basta vontade política.” “O Brasil é o país de maior sucesso na redução de desmatamento, nas décadas de 1990 e 2000”, diz Paulo Artaxo … Continue lendo »
Brasil se equilibra numa bicicleta alugada

Brasil se equilibra numa bicicleta alugada

HELOÍSA MENDONÇA – Sem muitas alternativas de empregos, número de motoristas e entregadores de aplicativos bate recorde no país em jornadas de até 16 horas, um retrato da informalidade que desafia o Governo. A maior recessão econômica dos últimos anos no Brasil levou embora, em 2017, o emprego de carteira assinada de John Erick da … Continue lendo »
Insuficiência de empregos remunerados afeta quase meio bilhão de pessoas, destaca novo relatório da OIT

Insuficiência de empregos remunerados afeta quase meio bilhão de pessoas, destaca novo relatório da OIT

OIT – A falta de trabalho decente, combinada com o aumento do desemprego e a persistência de desigualdades, está tornando cada vez mais difícil para as pessoas construírem uma vida melhor graças ao seu trabalho, de acordo com a última edição do relatório global da OIT sobre tendências sociais e do emprego. Quase meio bilhão … Continue lendo »
Empreendedorismo é mito em país que não cria trabalho digno, diz sociólogo

Empreendedorismo é mito em país que não cria trabalho digno, diz sociólogo

Ricardo Marchesan – O Ministério da Economia autorizou que os motoristas de aplicativo, como Uber, se formalizem por meio do MEI (microeemprendedor individual), e um dos membros da equipe econômica classificou esse tipo de trabalhador como “empresário dele mesmo”. Na mesma linha, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que os motoristas que prestam serviço por meio … Continue lendo »
Os humanos modernos já cozinhavam vegetais há 170 mil anos

Os humanos modernos já cozinhavam vegetais há 170 mil anos

Teresa Sofia Serafim – Ao todo, numa gruta da África do Sul, descobriram-se 55 rizomas carbonizados inteiros e 30 fragmentados. No território da atual África do Sul, há 170 mil anos, os humanos anatomicamente modernos cozinhavam vegetais nas fogueiras. Esta é a conclusão de uma equipa internacional de cientistas anunciada num artigo esta sexta-feira na … Continue lendo »
Naturalização do Horror

Naturalização do Horror

Frei Betto – Frei Betto delineia, em dez passos, o que Bolsonaro quer fazer com o Brasil. “Estou convencido de que Bolsonaro sabe o que quer, e tem projeto de longo prazo para o Brasil. Adota uma estratégia bem arquitetada” Em 1934, o embaixador José Jobim (assassinado pela ditadura, no Rio, em 1979) publicou o … Continue lendo »
Recessão fez Brasil perder 17 fábricas por dia entre 2015 e 2018, diz estudo

Recessão fez Brasil perder 17 fábricas por dia entre 2015 e 2018, diz estudo

Daniela Amorim – Em meio a dificuldades de manter o ritmo de recuperação da produção, a indústria de transformação encolheu significativamente no país nos últimos anos. Pelo menos 17 indústrias fecharam as portas por dia no Brasil ao longo de quatro anos. Ao todo, 25.376 unidades industriais encerraram suas atividades de 2015 a 2018. Os … Continue lendo »
O Mito da Meritocracia

O Mito da Meritocracia

João Júlio Cerqueira – Piada que se transformou num dogma. O termo “meritocracia” foi criado por Michael Young, quando escreveu o romance satírico em 1958, “The Rise of Meritocracy”. No livro, Young descrevia um tipo de auto-ilusão em que as pessoas ricas se convenciam que a sua riqueza era evidência da sua superioridade moral. A … Continue lendo »
Todos podem ter vida digna já, diz criador do Fórum Social Mundial

Todos podem ter vida digna já, diz criador do Fórum Social Mundial

RODRIGO RATIER – Outro mundo ainda é possível? Diante da trajetória recente do Fórum Social Mundial (FSM), cabe perguntar se seu slogan segue fazendo sentido. O evento, que em 2005 chegou a ter mais de 150 mil participantes e 2.500 atividades para discutir e propor a “transformação social global”, diminuiu de visibilidade e frequência — sequer … Continue lendo »