Trump anuncia reforma tributária que beneficia empresas e mais ricos

ISABEL FLECK – Um dia depois de os republicanos fracassarem novamente em avançar com um plano para substituir o programa de saúde criado por Barack Obama, o governo Trump e lideranças do partido divulgaram uma proposta para a reforma tributária que inclui redução de impostos para empresas e para as classes média e alta.

A reforma é uma das principais promessas de campanha de Donald Trump e virou prioridade para o presidente diante da necessidade de tentar aprovar algo no Congresso ainda no seu primeiro ano de governo.

“Nosso país e nossa economia não podem decolar como deveriam, a menos que reformulemos totalmente o desatualizado, complexo e oneroso código tributário americano”, disse Trump, durante um evento em Indianápolis, Indiana, que ocorreu simultaneamente à divulgação da proposta. “Nós temos de competir com outros países.”

O texto prevê o corte de 35% para 20% dos impostos sobre as empresas, que é menor do que o que Trump tinha prometido durante a campanha (ele disse que chegaria a 15%), mas que deixará a alíquota menor do que a média de 22,5% em todo o mundo, segundo o think tank Tax Foundation.

As empresas também se beneficiariam da redução gradual dos impostos cobrados sobre suas vendas no exterior, uma demanda antiga de empresários. A ideia é que, no futuro, as companhias só tenham de pagar impostos sobre os ganhos registrados nos EUA.

A proposta é fruto das discussões entre membros do governo e republicanos da Câmara e do Senado. Ela, no entanto, já foi criticada por ser “vaga” e apresentar várias lacunas, que deverão ser preenchidas pelos parlamentares antes de ser colocada em votação.

“Estamos esperando há meses por um plano de Trump. Eles nos prometeram um plano, e nos entregaram ‘pilares’ [no fim de agosto]. Depois nos prometeram de novo um plano, e agora nos entregaram um esqueleto de nove páginas vago”, disse o especialista Steve Rosenthal, do Tax Policy Center ao “Financial Times”.

Para os contribuintes, o texto prevê uma redução das faixas do imposto de renda das atuais sete para três, com alíquotas de 12%, 25% e 35%. Hoje, os impostos vão de 10% (para rendas inferiores a US$ 9.325 por ano) a 39,6% (para rendas superiores a US$ 418,4 mil por ano). Também estabelece o fim do imposto sobre heranças, que hoje se aplica a patrimônios acima de US$ 5,45 milhões.

O texto diz que uma quarta faixa de imposto de renda pode ser estabelecida posteriormente para os mais ricos “para assegurar que o código tributário não transfira o peso dos impostos dos contribuintes de alta renda para os de média e baixa rendas”.

Segundo a organização Comitê para um Orçamento Federal Responsável, a proposta republicana levaria a uma perda de arrecadação de US$ 2,2 trilhões em dez anos.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2017/09/1922468-trump-anuncia-reforma-tributaria-que-beneficia-empresas-e-mais-ricos.shtml

Responda