MINISTROS DE TEMER MOVEM-SE POR CONFLITO DE INTERESSES

Eliseu Padilha tem fazenda em parque estadual; Blairo Maggi quer venda de terras para estrangeiros, mas não para soja e milho; levado ao poder por ruralistas, Temer entrega o território brasileiro

No Mato Grosso, o ministro Eliseu Padilha possui 6 mil hectares de terras dentro de um parque estadual. É investigado por crime ambiental. No Rio Grande do Sul, é investigado por grilagem. Ele é o braço direito de Michel Temer, à frente da Casa Civil.

À frente da Agricultura está o ministro Blairo Maggi, produtor de soja e milho. Ele é a favor da venda de terras para estrangeiros – desde que não sejam as de soja e milho. O ministro também privatizou os armazéns de grãos. Ele é dono de armazéns.

A lógica do conflito de interesses perpassa o governo Temer. E tem na questão agrária uma de suas expressões mais salientes. De Olho nos Ruralistas mostra neste vídeo de 12 minutos um pouco dessa história. A história de uma Esplanada dos Ministros Ruralistas.

Desde o início do governo interino a gestão Temer volta-se para o interesse do poder econômico. A derrubada de Dilma Rousseff foi patrocinada também pela bancada ruralista. Que está instalada no governo e empoderada no Congresso.

Responda