Mega descobrimento de gás natural na África do Sul poderia alterar fortemente o jogo geopolítico

Portal RT – A notícia de que a África do Sul encontrou enormes reservas de gás poderia significar uma transformação importante na economia do país, além de gerar uma possível nova onda de perfurações nas costas do continente africano.

A África do Sul acaba de anunciar uma enorme descoberta de gás natural e condensado de gás que poderia abrir uma nova província de exploração para as grandes petroleiras, e mudar bastante o panorama da questão energética no país. A companhia francesa Total anunciou que realizou “um descobrimento significativo”, na jazida de Brulpadda (175 quilômetros ao sul das costas sul-africanas).

“Com este descobrimento, Total abriu uma nova corrida do gás a nível mundial, e está bem posicionada para conseguir novas concessões para prospecção no mesmo bloco”, disse Kevin McLachlan, primeiro vice-presidente de exploração da empresa.

Segundo o presidente executivo da Total, Patrick Pouyanne, a jazida poderia conter até 1 bilhão de barris de reservas de gás natural e condensado de gás, equivalente do petróleo. Total e seus sócios, Qatar Petroleum, CNR International e o sul-africano Main Street, planejam adquirir dados sísmicos em 3D este ano, seguidos de até quatro poços de exploração sob licença.

“É emocionante para o nosso país que se faça um descobrimento desta magnitude. É uma novidade que tem o potencial de dar um grande impulso para a economia da África do Sul. Celebramos esta descoberta, à medida que continuamos buscando investimentos para fazer crescer a nossa economia”, afirmou o ministro de Recursos Minerais do país, Gwede Mantashe.

“Um primeiro grande passo para o país”

A Câmara de Energia Africana (AEC, por sua sigla em inglês) também elogiou o primeiro descobrimento importante em águas profundas da África do Sul, dizendo que “este é um primeiro grande passo para o país, que ainda depende das importações de petróleo e gás, apesar das grandes reservas que se acredita que há em seu território e suas águas”.

Segundo a AEC, o descobrimento poderia transformar a economia da África do Sul. A indústria petroleira espera que isso seja um catalizador, e também um estímulo para que todos os desenhadores de políticas trabalhem num ambiente comercial propicio para as atividades de exploração e perfuração na África do Sul”, disse NJ Ayuk, presidente executivo da AEC, que acrescentou que “a África do Sul tem potencial para muitos outros descobrimentos deste tipo”.

O próximo foco de exploração mundial

Ao mesmo tempo em que a África do Sul está redigindo atualmente a sua nova legislação sobre o desenvolvimento dos recursos de petróleo e gás, as regiões costeiras de todo o continente africano começaram a perceber um crescente interesse das maiores empresas petroleiras do mundo, dispostas a explorar o que acreditam ser o próximo foco da exploração no mundo. As empresas BP e Shell estão expandindo sua presença na África, enquanto a ExxonMobil está direcionando sua ação às regiões da África ocidental e da África meridional.

A África do Sul foi um dos pontos críticos da perfuração de promissora exploração que a empresa WoodMac, um grupo global de consultoria e investigação em energia, havia identificado para este ano, junto com países como Guiana, Brasil, México, Chipre, Rússia e Noruega. O maior descobrimento em águas profundas da Total na costa da África do Sul está, agora, abrindo uma possível nova onda de grandes perfurações na área.

https://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Pelo-Mundo/Mega-descobrimento-de-gas-natural-na-africa-do-Sul-poderia-alterar-fortemente-o-jogo-geopolitico/6/43242

Responda